♥ Seguidores♥

Mostrando postagens com marcador #sp. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #sp. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 5 de março de 2020

O Portal Encantado.

 O Portal Encantado.
Teatro para bebês. 
O Grupo Dragão7 de Teatro estreia no dia 7 de março (sábado, às 11 horas) o espetáculo de bonecos para bebês O Portal Encantado, no Teatro das Artes, com direção de Creuza F Borges.


Com enredo sensorial e lúdico, O Portal Encantado apresenta a criação do universo a partir do átomo e suas combinações, dando origem à matéria. A viagem passa pelo surgimento das estrelas, das galáxias, dos planetas, da Terra, dos continentes, das florestas.

Explorando os efeitos de luzes e de cores, a encenação chega à Floresta Amazônica, trazendo para os pequeninos a exuberância de sua fauna e flora, apresentando-lhes o índio, além de mitos, lendas e seres da Amazônica: o boto, o curupira, o canto do uirapuru, a arara azul e a boiuna (cobra grande).

O roteiro foi desenvolvido conjuntamente por Sérgio Portela, Creuza F Borges e pelas atrizes manipuladoras Mônica Negro e Marisa Mainarte. Às falas coube somente o papel necessário, a exemplo do jogo com sinônimos de palavras ou coisas na língua tupi-guarani. No espetáculo predominam o visual, as sensações e o encantamento dos bonecos, criados por Lucas Luciano.

O Dragão7 de Teatro é uma companhia que atua, desde 1988, tendo em seu repertório várias montagens, adultas e infantis, que já foram apresentadas em palcos nacionais e internacionais. Atualmente, com O Portal Encantado, investe nessa nova linguagem, que vem sendo explorada em vários países: o teatro para bebês de seis meses a quatro anos de idade. Em novembro de 2019, aconteceram quatro sessões muito bem sucedidas no Teatro Sérgio Cardoso, estimulando o grupo a colocar o espetáculo em cartaz.

Ficha Técnica - Ideia original e direção: Creuza F Borges. Assistência de direção e direção de bonecos: Aílton Rosa. Concepção e roteiro: Mônica Negro, Marisa Mainarte, Sérgio Portela, Creuza F Borges. Elenco: Mônica Negro e Marisa Mainarte. Direção de movimento: Júnior Lima. Criação cenográfica: Lucas Luciano e Sérgio Portella. Produção de bonecos e adereços: Direção - Lucas Luciano; equipe - Tetê Ribeiro, Vivian Oliveira, Silas Caria, Sidnei Caria e Aílton Rosa. Design de luz: César Pivetti. Trilha e operação de som: Carlos Henrique. Operação de luz: Sérgio Portella. Fotos: Ailton Rosa. Assessoria de Imprensa: Verbena Comunicação.
Produção e realização: Dragão7 – Produções Artísticas.
Serviço
Teatro para bebês: O Portal Encantado
Estreia: 7 de março, sábado, às 11h
Temporada: 7 a 28 de março de 2020, sábados, às 11h
Ingresso: R$ 70,00 (meia-entrada: R$ 35,00) - Combo com 4 ingressos: 120,00
Duração: 35 min. Indicação de idade: 6 meses a 5 anos. Capacidade: 144 lugares.
www.dragao7.com.br | Facebook: @GrupoDragao7.
Ingressos online: https://www.sympla.com.br/. Reservas: 11 97012-7966


Teatro das Artes - Shopping Eldorado
Av. Rebouças, 3970 – 3º Piso – Pinheiros. São Paulo/SP
Telefone: (11) 3034-0075. Capacidade: 769 lugares.
Assessoria de Imprensa: Verbena Comunicação.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

O Mistério De Irma Vap.

O Mistério De Irma Vap.
De Charles Ludlam
Na visão de Jorge Farjalla.

Depois de quase duas décadas, o texto do Charles Ludlam, que foi um dos maiores sucessos do teatro brasileiro nas interpretações de Marco Nanini e Ney Latorraca, ganha uma nova adaptação para falar da história de amor e terror do Lord Edgar e Lady Enid. Desta vez, o espetáculo se passa dentro de um trem fantasma de um parque de diversões macabro e trás muitas alusões políticas.
Num lugar remoto da Inglaterra, Lady Enid é a nova mulher do excêntrico Lord Edgar e tem que se adaptar à vida em uma mansão pra lá de estranha, além de lidar com uma governanta mais esquisita ainda. Para o seu desespero, ela percebe que a casa é mal assombrada pelo fantasma da primeira esposa de Edgar e que, no passado, o filho do casal foi morto por um lobisomem.
A partir daí, o aristocrata se volta contra a esposa, que, até descobrir que a governanta é a sua mortal inimiga, come o pão que o diabo amassou, só conseguindo recuperar o amor do marido através das aventuras mais hilariantes durante a peça.

Atores: Mateus Solano e Luis Miranda, Biagio Pecorelli, Fagundes Emanuel, Gus Casabona e Thomas Marcondes.
Afinal, qual é "O Mistério de Irma Vap?". quem são essas persoangens?e quem são os que nos contam essa história sem pé nem cabeça?
De forma absolutamente tosca e divertida convidamos todos a uma viagem absurda que é também uma profunda homenagem ao teatro. Seu bastidor aqui é revelado diante de todos, a mentira exposta, seu corpo virado do avesso; e ainda assim a mágica existe, guiada pela relação única que acontece (todos os dias!) entre nós do lado de lá e vocês do lado de cá.
Mateus Solano.
Quintas, sextas e sábados, às 21h e domingos, às 19h
Temporada até 29 de março.
Demais informações e ingressos: O Mistério de Irma Vap.
Teatro Prócopio Ferreira.

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

A Verdade.

"A Verdade"
Direção: Marcus Alvisi.
Texto: Florian Zeller.
Gênero: Comédia.
Que alegria foi ver o Diogo Vilela em cena. Estava esperando a oportunidade de vê-lo no palco e finalmente assisti a comédia "A Verdade". Simplesmente imperdível para quem gosta de um ótimo espetáculo, com um excelente texto e atores afiados em cena. Ri demais e super recomendo.
A peça mostra a dinâmica de dois casais que se envolvem em um monte de mentiras, para "salvar" suas vidas conjugais. É uma comédia leve e muito divertida que ficará em cartaz até 28 de março.
Michel, que acredita ser o dono da situação, ao meio de muitas mentiras vai sempre inventando histórias para acobertar as suas artimanhas. Essa divertida comédia de origem francesa é estrelada por Diogo Vilela, Bia Nunnes, Carolina Gonzalez e Paulo Trajano.

O espetáculo envolve o espectador com as dinâmicas das relações pessoais e, em particular, da vida conjugal. Em cena estão dois divertidos casais que vão se revelando nas pequenas inverdades do cotidiano.

Teatro Vivo.
Demais informaçõe e ingressos:A Verdade.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

O Ovo De Ouro.

O Ovo De Ouro.
Texto: Luccas Papp.
Direção: Ricardo Grasson.
"O Ovo De Ouro" mostra o que existiu de pior na segunda Guerra Mundial, que culminou na morte de milhares de pessoas daquela época. O ódio racial e a criação dos campos de concentração são retratados nesse espetáculo, que é uma verdadeira aula de história. Mostrando-se extremamente necessária, para que se entenda e se evitem os extremismos ideológicos na sociedade.
O conflito vivido por judeus que eram obrigados a auxiliar na aniquilação de seu próprio povo e, ao mesmo tempo, ter que conviver com o medo da morte é o mote para o espetáculo. Essa dualidade interna transforma o Sonderkommando em um complexo personagem a ser debatido. Nesse contexto, são muitas as questões discutidas: o significado real de humanidade, o medo da morte, os limites da mente e da alma humana e a perda da própria identidade.
Informações adicionais e ingressos: O Ovo De Ouro.
Elenco: Sergio Mamberti, Luccas Papp, Leonardo Miggiorin, Ando Camargo e Rita Batata. 
Teatro Porto Seguro.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Panomara Truks.

Panorama Truks.
O Panorama Truks é uma mostra de teatro infantil que reúne cinco espetáculos de manipulação de bonecos e teatro de objetos do repertório da Cia. Truks, entre os dias 1º de fevereiro e 8 de março de 2020, no Teatro Viradalata.
A cada semana, sempre aos sábados e domingos, às 16 horas, a trupe entra em cena com uma montagem diferente: Sonhatório (dias 1 e 2/2); O Senhor dos Sonhos (dias 8 e 9/2); A Bruxinha (dias 15 e 16/2); Isso É Coisa de Criança (dias 29/2 e 1/3) e Zoo-Ilógico (dias 7 e 8/3). Com preços acessíveis, os ingressos custam R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada).

Em 30 anos de atividades, comemorados em abril deste ano, a Cia Truks, dirigida por Henrique Sitchin, criou 19 espetáculos, dos quais 13 são mantidos em repertório. A programação do Panorama Truks é representativa do trabalho e da arte do grupo: tem desde sua primeira montagem, A Bruxinha, até a mais recente, Isso É Coisa de Criança.
A história da companhia, iniciada em 1990, traça um panorama sobre as particularidades da infância. Seu trabalho de pesquisa é totalmente investido na observação da criança, sendo cada espetáculo um olhar ampliado sobre o que foi observado em seu mundo real e imaginário. “Temos como missão no teatro respeitar a criança, respeitar o universo infantil, ampliando e potencializando ao máximo suas fantasias com ideias e provocações lúdicas. E, por meio da técnica, levamos isto para cena em busca do encantamento e da identificação dos espectadores, tanto os pequenos quanto os adultos”, comenta Henrique Sitchin.
A Cia Truks é um dos principais grupos de Teatro de Animação do país. Já se apresentou por todo o Brasil e por diversos países, e recebeu mais de 40 menções honrosas, entre prêmios e indicações. Notabilizou-se pelo extremo profissionalismo, marcado por cada uma das mais de oito mil apresentações realizadas, além de uma constante e obsessiva busca pela perfeição técnica e pela máxima expressividade de seus bonecos. Desenvolveu uma técnica particular de animação, inspirada na centenária arte japonesa do bunraku, onde três atores, simultaneamente, animam o mesmo boneco, conferindo-lhe movimentos “humanos” precisos que encantam públicos de todas as idades. O grupo desenvolveu, ainda, uma forma de ressignificar e animar objetos que se transformam em divertidas personagens de espetáculos inteligentes e criativos. Truks conta histórias bonitas e profundas, que oferecem ao espectador visões de mundo críticas, plurais e, sobretudo, poéticas.
A realização do projeto Panorama Truks foi viabilizada pelo apoio da Lei de Incentivo Pro-Mac, da Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura de São Paulo, também com apoio da Multsolution. Carlos Mamberti (Mamberti Produções) é responsável pela idealização, coordenação geral e direção de produção. Já a direção artística é assinada por Henrique Sitchi.
Serviço
Teatro de bonecos: Panorama Truks
Com a Cia Truks
Temporada: 1º de fevereiro a 8 de março de 2020.
Sábados e domingos, às 16 horas
Não haverá espetáculo nos dias 22 e 23 de fevereiro - Carnaval.
Ingressos: R$ 10,00 (meia-entrada: R$ 5,00)
Bilheteria: sábados e domingos das 14h até 17h30
Vendas online: www.sympla.com.br
Duração: 60 minutos. Classificação: Livre.
Espetáculos
1º e 2 de fevereiro - Sonhatório
8 e 9 de fevereiro - O Senhor Dos Sonhos
15 e 16 de fevereiro - A Bruxinha
29 de fevereiro e 1º de março - Isso É Coisa De Criança
7 e 8 de março - Zoo-Ilógico
Teatro Viradalata
Rua Apinajés, nº 1.387 – Sumaré. SP/SP.
Tel.: (11) 3868-2535 - Capacidade: 240 lugares

Sinopse:
Sonhatório - É hora do almoço no Sanatório Boa Cabeça. Sentam-se à mesa três supostos loucos. Porém, não há nada para comer ou beber. Os amigos resolvem passar o tempo explorando os objetos que têm à sua volta. É então que são transportados para áridos desertos, para o fundo do mar e para longínquos planetas. Incríveis personagens feitos de guardanapos, bacias, copos, garrafas pet, sacolas plásticas, talheres e pratos os acompanham pelas criativas aventuras. Eles transformam o que seria um sanatório em um “sonhatório”.
Criação: Henrique Sitchin e Gabriel Sitchin. Texto e direção: Henrique Sitchin. Elenco: Gabriel Sitchin, Rogério Uchoas e Thaís Rossi. Criação e confecção de bonecos e figuras: Henrique Sitchin, Gabriel Sitchin, Rafael Senatore, Hugo Reis, Pietro Sitchin, Karina Prall e Camila Oliveira. Trilha sonora: Rafael Senatore. Iluminação e cenografia: Henrique Sitchin.

A Bruxinha - No clássico A Bruxinha, da Cia Truks, em cartaz há quase 30 anos, a companhia faz ao público o convite para um passeio pela imaginação. A personagem gráfica, da premiada autora e ilustradora Eva Furnari, com mais de 35 anos povoando livros e tirinhas, ganha corpo - e alma - de boneco. A bruxinha, então, leva para os palcos, praças ou ruas, toda a sua graça, simpatia e inusitado senso de humor ao viver suas aventurinhas, manias e caprichos. Com sua varinha mágica ela transforma realidade em sonho.
Texto: Eva Furnari. Direção original: Eduardo Amos. Direção (a partir de 2010): Henrique Sitchin. Elenco: Aguinaldo Rodrigues, João Santiago, Driely Palácio, Bianca Muniz e Guilherme Conradi. Trilha sonora: Fernando Salém.

O Senhor dos Sonhos - A peça conta a história de Lucas, um escritor que relembra sua infância, quando fora um menino incrivelmente sonhador. Se não navegava pelos sete mares, estava a pilotar alguma nave espacial e sempre estava atrasado para ir à escola ou esquecido de suas obrigações. A peça, ao confrontar as aventuras de Lucas com a necessidade que ele tem de "ajustar-se" às regras sociais, discute o conflito em que vivem as crianças, ao terem que se equilibrar entre a fantasia e a realidade.
Texto, concepção geral e direção: Henrique Sitchin. Concepção e construção de bonecos e cenários: Verônica Gerchman, Sandra Grasso, Valéria Perusso e Henrique Sitchin. Trilha sonora e iluminação: Henrique Sitchin. Elenco: Aguinaldo Rodrigues, Driely Palácio, Bianca Muniz, Thaís Rossi, Guilherme Conradi e João Santiago. Operação de som e iluminação: Stefany Araújo.

Zoo-Ilógico - Dois amigos vão fazer um piquenique no zoológico. Ao encontrarem o parque fechado eles não se intimidam em inventar, com muita criatividade, o seu zoológico particular. Bichos são feitos de pratos, panos, talheres e tudo o mais que estiver ao alcance de suas mãos. As criaturas - nada comuns - vivem situações cômicas ou poéticas, e está criado o Zôo-ilógico, possível na imaginação de todos. E aberto, sempre.
Criação: Henrique Sitchin, Cláudio Saltini e Verônica Gerchman. Texto final: Henrique Sitchin. Direção: Verônica Gerchman. Trilha sonora e iluminação: Henrique Sitchin. Elenco: Rogério Uchoas e Gabriel Sitchin.

Isso É Coisa de Criança – Após a realização de dezenas de oficinas, para crianças de 6 a 11 anos, em vários Centros de Acolhimento da cidade de São Paulo, o espetáculo foi concebido com o objetivo de materializar, nos palcos, as ideias e imagens criadas pelas crianças, em seus exercícios cênicos. O espetáculo exibe um curioso desfile da mais alta criatividade infantil que, o grupo ousa dizer, não seria criado jamais por adultos. Estão em cena o bule que produz o suco que a imaginação mandar, um balé de peixes-sapatos, uma revoada de gaiolas livres movidas pelas almas dos pássaros que nelas viveram e o menino que pulava até as nuvens, entre outras belas propostas das crianças que resultaram em cenas incríveis, cheias de humor e poesia.
Coordenação geral/concepção: Henrique Sitchin. Roteiro: Aguinaldo Rodrigues, Driely Palácio, Gabriel Sitchin e Rogério Uchoas. Direção: Henrique Sitchin. Elenco: Aguinaldo Rodrigues, Driely Palácio, Gabriel Sitchin e Rogério Uchoas. Confecção de bonecos, cenografia e efeitos especiais: Mateus Bonassa, José Valdir Albuquerque, Aguinaldo Rodrigues, Driely Palácio, Gabriel Sitchin e Rogério Uchoas.

Informações: Verbena Comunicação.