♥ Seguidores♥

Mostrando postagens com marcador #saopaulo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #saopaulo. Mostrar todas as postagens

sábado, 12 de agosto de 2017

Autobiografia Autorizada - Paulo Betti.

Autobiografia Autorizada
Paulo Betti.
A "Autobiografia Autorizada" marca os 40 anos de carreira do ator Paulo Betti, mas neste monólogo, Paulo Betti nos apresenta a pessoa por trás do ator. Ou seja, ele dá ênfase à sua vida pessoal, contando sobre as condições de vida de seus pais (sua mãe foi empregada doméstica e teve 15 filhos, sendo Paulo o filho temporão, e seu pai era esquizofrênico), e pincelando com casos bem humorados da vida dos seus avós (seu avô foi um imigrante italiano que veio trabalhar em uma fazenda no interior de São Paulo e sua avó adorava contar histórias de terror). Paulo Betti também conta um  pouco sobre os seus irmãos, e nos mostra fotos e registros  de seu diário.
Na última parte do espetáculo, Paulo Betti comenta sobre seus amigos e colegas de cena, sobre as novelas, os filme e peças teatrais em que participou.
A "Autobiografia Autorizada de Paulo Betti" é um monólogo muito divertido e que simplesmente nos emociona.
"Lendo as anotações que fiz num cadernão no período de 1982 a 1992, cheguei a conclusão que estava me preparando para revelar as extraordinárias condições que me levaram a sobreviver e a contar como isso aconteceu."Minha fixação pela memória da infância e adolescência, passada num ambiente inóspito e ao mesmo tempo poético, talvez mereça ser compartilhada no intuito de provocar emoção, riso, entretenimento e entendimento."
Paulo Betti.
Um show surpreendente. Que maravilha ter visto Paulo Betti contando sobre sua trajetória e de sua família  com muito bom humor e simplicidade.
Não faltaram casos engraçados e comoventes da sua infância e do inicio da sua adolescência.  Com certeza, cada um lá na platéia se identificou com as histórias contadas.
Valeu a pena todos os segundos deste espetáculo, sobre a historia linda da vida de um dos maiores atores do Brasil. 
Para informações complementares: http://mataharie007.blogspot.com.br/2017/08/autobiografia-autorizada-com-paulo-betti.html
Teatro Vivo.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Brincando Em cima Daquilo.

“Brincando Em Cima Daquilo” 
Wilson De Santos.
Pela primeira vez um homem interpreta textos que são referência no teatro mundial, falando de desejos, sonhos e conflitos presentes no universo feminino.
A obra dos italianos Dario Fo (Mistero Buffo e Morte Acidental de um Anarquista),e Franca Rame, encenada no Brasil por grandes atrizes, como Marília Pêra, Denise Stoklos e Débora Bloch, volta mais uma vez aos palcos brasileiros, mas com um “pequeno” detalhe, inédito em todo o mundo.
O espetáculo Brincando em cima daquilo, com textos encenados em cerca de 50 países, é interpretado pela primeira vez por um homem em cena, o ator paulista Wilson de Santos, que vai encarar o desafio de dar vida às três mulheres que misturam humor e poesia para desafiar as pequenas – e também gigantescas – repressões às quais estão sujeitas em suas relações cotidianas.  
Três esquetes mesclam momentos de muito humor, retirados de rotinas identificáveis por cada um de nós, com a crítica contida no enfrentamento à violência e à educação repressora que insistem em recair sobre as mulheres, ainda hoje. Uma dona de casa é trancada no apartamento pelo marido, enquanto outra mulher enfrenta um ônibus cheio na volta do escritório. Já a operária acorda atrasada e tenta encontrar as chaves da porta de casa, numa luta contra o relógio e suas “obrigações” cotidianas. Ressignificadas pelo olhar, voz e corpo de Wilson, todas as cenas são capazes de nos fazer rir e se identificar com a força da peça de Fo e Rame, sempre ancorada na união da coloquialidade do texto e o desempenho dos artistas que decidem dar vida àquelas histórias. 
 Wilson de Santos, que valoriza palavras, olhares e o timing em cena para estabelecer um diálogo íntimo – e sempre hilário – com quem se deixa contaminar pelo humor ácido com o qual constrói suas personagens. Essa nova versão de Brincando em cima daquilo, portanto, é uma oportunidade rara de viver através do teatro uma experiência emocionante e, sobretudo, divertidíssima.  
Teatro Renaissance.

Informações Retiradas: Teatro Renaissance

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Nando Cordel - Grandes Sucessos.

Nando Cordel 

 Grandes Sucessos.

video

Simplesmente um show maravilhoso. Cantei todas as músicas e ri demais das histórias que o Nando Cordel contou sobre a sua trajetória.

video
A CAIXA Cultural São Paulo apresentou, de 20 a 23 de abril (quinta-feira a domingo), o show Nando Cordel – Grandes Sucessos, que comemora os 30 anos de carreira do compositor pernambucano. A entrada franca, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal.
No show, o cantor apresentou canções conhecidas do público como Você Endoideceu o Meu CoraçãoÁgua na Boca e Doido Pra Te Amar, além dos sucessos em parceria com Dominguinhos, como: Dedicado à VocêGostoso DemaisDe Volta pro Meu Aconchego e Isso Aqui Tá Bom Demais, e Tanto Querer, em parceria com Geraldo Azevedo.

Nesses 30 anos de carreira, Nando Cordel já lançou 25 CD, emplacou diversos sucessos e teve suas músicas gravadas por nomes como Maria Bethânia, Elba Ramalho, Zizi Possi, Chico Buarque, Emílio Santiago, Fafá de Belém, Fagner, Dominguinhos, Martinho da Vila e Amelinha.
Para o show na CAIXA Cultural São Paulo o cantor e compositor vai comemorar em família os 30 anos de carreira, acompanhado de Tatuana Cordel (Baixo), Tauã Cordel (Bateria), Leo Lima (Sanfona) e Caiã Cordel (Percussão), além é claro do próprio Nando Cordel na voz e violão. 
Programa
Minha Doce Estrela - Nando Cordel
Você Endoideceu Meu Coração - Nando Cordel
Flor de cheiro - Nando Cordel

Eu Nunca Esqueci Você - Nando Cordel

Minha Fraqueza é Você - Nando Cordel

Gostoso Demais - Nando Cordel) / Dominguinhos

Vem Ficar Comigo - Nando Cordel
Dedicado à Você - Nando Cordel / Dominguinhos
Tanto Querer - Nando Cordel / Geraldo Azevedo
Diz Pra mim - Nando Cordel
Coisa Linda - Nando Cordel
De Volta Pro Meu Aconchego - Nando Cordel / Dominguinhos
Sabiá - Luiz Gonzaga
Amor Imenso - Nando Cordel
Pague Meu Dinheiro - Nando Cordel
Água na Boca - Nando Cordel
Doido pra Te Amar - Nando Cordel
Dia de Folia - Nando Cordel
Isso Aqui Tá Bom Demais - Nando Cordel / Dominguinhos
CAIXA Cultural São Paulo.

Informações retiradas :

quarta-feira, 5 de abril de 2017

É Tudo Verdade - 22° Festival Internacional de Documentários.

É Tudo Verdade.
22° Festival Internacional de documentários.
De 20 a 30 de abril, o melhor do cinema não-ficcional brasileiro e internacional ocupa as telas de São Paulo e do Rio de Janeiro com a 22ª edição do É Tudo Verdade - Festival Internacional de Documentários.
O programa de 2017 conta com mostras competitivas, informativas e retrospectivas, além da realização da 16Conferência Internacional do Documentário.
O crítico AMIR LABAKI, fundador e diretor do É Tudo Verdade, apresenta a 22ª edição do festival à imprensa.
Além das competições de curtas e longas-metragens brasileiros e internacionais, o festival atribui, a partir de 2017, também um prêmio para o melhor documentário de longa ou média-metragem latino-americano.
Desde 2015, os documentários de curtas-metragens vitoriosos nas competições brasileira e internacional estão automaticamente qualificados para a disputa do Oscar.
Fundado e dirigido pelo crítico Amir Labaki, a 22a edição do É Tudo Verdade - Festival Internacional de Documentários conta com patrocínio do BNDES, OI, ITAÚ e PETROBRAS; copatrocínio da SABESP e SPCINE. Conta também com o apoio do Ministério da Cultura - Secretaria do Audiovisual, através da lei 8.313/91 (Lei Rouanet) e da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo – Programa de Ação Cultural/PROAC ICMS.
Informações retiradas do reelese de divulgação para imprensa.
É Tudo Verdade - 22° Festival Internacional de documentários.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Processo De Conscerto Do Desejo.

Processo De Conscerto Do Desejo.
Matheus Nachtergaele.

Processo De Conscerto Do Desejo é um espetáculo 100% poético que é uma junção das palavras conserto e concerto - ConSCerto.
Nashtergaele explica: - Quero consertar o meu desejo com poesia, num concerto.
Esta montagem foi construída a partir de 30 poemas que a poetisa Maria Cecília Nachtergaele, falecida em 1968 aos 22 anos de idade, mãe do ator Matheus Nachtergaele deixou, e que o introduziu no mundo das artes.
O primeiro contato de Matheus com a obra da sua mãe foi aos 16 anos e recentemente resolveu levar os poemas ao teatro através de um monólogo.
Poucas palavras se confundem tanto em nossa língua quanto “concerto” e “conserto”. Aqui, elas se mesclam vertiginosamente. A palavra desejo, em filosofia, seria a tensão em direção a um fim de onde se espera satisfação. 
Tradicionalmente o desejo pressupõe carência, ou alguma forma de indigência: um ser que não carecesse de nada, não desejaria nada. Seria um ser perfeito, um Deus, Por isso a filosofia, tantas vezes, considera o desejo como característica primeira do ser imperfeito, do ser finito.
Quero consertar meu desejo com poesia, num concerto. Explico: minha mãe, a poeta maria Cecília Nachtergaele, faleceu quando eu era um bebe de três meses.
Dela, me restaram seus poemas, lindos e maduros escritos de uma jovem mulher moderna e triste, e essa veia que me marca a testa quando rio ou choro muito.

Em “Processo de Conscerto do Desejo”, acompanhado pelo jovem violonista Luã Belik e do violinista Henrique Rohrmann, direi finalmente os poemas que guardei nos olhos e na alma como única herança dela. O espetáculo é simples assim: Um homem (que por acaso, pois Maria Cecília amava os violões) o companha. É só isso, se isso for pouco.
Por Matheus Nachtergaele.
Informações retiradas do programa da peça.
Desejo: Maria Cecília Nachtergaele.
Conscerto: Matheus Nachtergaele.
Concerto: Luã belik (violão) e Henrique Rohrmann(violino).
Conserto: Miriam Juvino.
O ator relembra durante o espetáculo algumas das músicas de que Maria Cecília gostava, como a canção italiana “Io Che Amo Solo Te” (Sergio Endrigo).
Teatro Raul Cortez.
Temporada: 01/04/2017 a 30/04/2017
Sexta às 21h30 - Sábado às 21h e Domingo às 18h

quarta-feira, 15 de março de 2017

God.

God.
Versão brasileira de Miguel Falabella.
Do vencedor do Emmy Award Winner David Javerbaum,  e estrelado por Miguel Falabella, o aclamado e premiado espetáculo fez um enorme sucesso na Broadway sendo definido pelo The New York Times como: "Delirantemente, DIVINAMENTE engraçado!", chega ao Brasil.
Agora, o Rei do Universo está vindo para (colocar o nome da cidade da vez) pela primeira vez! Deus toma forma através de brilhante e único Miguel Falabella, fantasticamente engraçado. Deus e seus anjos dedicados respondem a algumas das questões mais profundas que têm atormentado a humanidade desde a Criação... e apenas 90 minutos!
De uma forma muito particular, o Deus de Miguel Falabella vem para arrancar muitas risadas do público e esclarecer os maiores segredos do universo, ou pelo menos, do Brasil. Afinal, Deus não é brasileiro?
Informações retiradas do site: Ingressorapido
Teatro Procópio Ferreira.