♥ Seguidores♥

Mostrando postagens com marcador #Musical. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #Musical. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 13 de abril de 2017

60! Década de Arromba - Doc. Musical

60! Década de Arromba
Doc. Musical
Este musical foi a melhor aula de história que eu tive o prazer de assistir. Década de Arromba é um espetáculo que mescla fatos históricos e canções da década de 60, homenageando uma das maiores musas da música brasileira: A Ternurinha. Wanderléa continua linda, simpática e cheia de energia. Recomendo demais. Tudo perfeito e encantador.
Representante maior da Jovem Guarda, um dos principais movimentos musicais da década de 1960, a cantora Wanderléa é a “cereja do bolo” de 60! Década de Arromba – Doc. Musical, dirigido por Frederico Reder, com roteiro e pesquisa de Marcos Nauer. A cantora participa pela primeira vez de um musical, interpretando ela mesma. O espetáculo utiliza ferramentas de documentário (fotos, vídeos e depoimentos reais), somadas a cenas, textos e canções apresentadas ao vivo por 24 atores/cantores/bailarinos para contar a história da década de 1960.
Fruto de uma extensa pesquisa feita por Frederico Reder e Marcos Nauer, 60! Década de Arromba – Doc. Musical começa com um prólogo, em 1922, contando a chegada do Rádio no Brasil, para em seguida mostrar o início da Televisão e aí sim, sua popularização na década de 1960.  A partir desse ponto, a peça narra os principais acontecimentos, apresentando mais de cem canções dos mais diversos gêneros. De Roberto e Erasmo, passando por Dalva de Oliveira, Cauby Peixoto, Elvis Presley, Beatles, Tony e Celly Campello, Bibi Ferreira, Edith Piaf, Tom e Vinicius, Milton Nascimento, Gil e Caetano, Maysa, Geraldo Vandré e tantos outros nomes importantes na música.
Se hoje em dia a discussão em torno do empoderamento feminino está em alta, já em 1960 mulheres marcaram época com frases que deram o que falar. “Ninguém nasce mulher, torna-se mulher”, afirmava a escritora francesa Simone de Beauvoir. Marilyn Monroe fazia sucesso e bradava “mulheres comportadas raramente fazem história”.  Aqui no Brasil, mulheres como Leila Diniz também não ficavam atrás com atitudes e frases que marcaram história, como: “Na minha cama deita quem eu quiser”.  
Ícone pop da década de 1960, Wanderléa sempre foi considerada um símbolo de vanguarda. Primeira mulher a posar nua grávida para uma foto e pioneira no uso das minissaias e do silicone, contribuiu para os direitos e a liberdade das mulheres de sua geração.
“Fiquei muito emocionada em receber esta homenagem justamente quando a Jovem Guarda completa 50 anos. Nunca havia imaginado integrar um grande musical”, diz Wanderléa.
Produzido pela Brain+ em parceria com a Reder Entretenimento e a Estamos Aqui, “60! Década de Arromba” é uma superprodução com 20 cenários, 10 toneladas de material cênico e mais de 300 figurinos. Além dos 24 atores, conta também com uma orquestra de 10 músicos.
Informações retiradas: Ingresso Rápido.
Wanderléa.
Espetáculo arrebatador que encantou todo o público presente.

Teatro Net SP.

terça-feira, 14 de março de 2017

Les Misérables

Les Misérables.
Um musical baseado no livro de Victor Hugo.
Chega no primeiro semestre de 2017 ao Teatro Renault, a superprodução francesa que encantou a Broadway: Les Miserábles. Vista por mais de 70 milhões de pessoas em 44 países ao redor do mundo e vencedora de mais 125 prêmios de teatro, incluindo 8 prêmios Tony. O musical mais antigo do mundo é baseado no clássico romance de Victor Hugo. Não perca e venha assistir essa verdadeira obra-prima.
Sinopse: Depois de 19 anos preso, Jean Valjean é colocado em liberdade e, de volta a sociedade, ele é malvisto em todos os lugares por onde passa. Somente o bispo de Digne o trata com bondade. Mas Valjean, amargurado por anos de dificuldades, rouba o único homem que o ajuda. Por conta disso, Valjean é novamente preso, mas fica surpreso que o bispo mente para salvá-lo. É neste momento que Valjean decide recomeçar sua vida. Confira essa história fascinante de sonhos, amor, paixão, sacrifício e redenção - um testemunho atemporal para a sobrevivência do espírito humano.
Elenco: Leo Wagner, Nando Pradho, Kacau Gomes, Clara Verdier, Laura Lobo, Filipe Bragança, Pedro Caetano, Ivan Parente, Andrezza Massei, Davi Barbosa, Max Grácio, Letícia Soares, Luiza Nery, Toby Carvalho, Matheus Leandro. 
Teatro Renault.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Rent - O Musical Que Revolucionou a Broadway.

Rent
O Musical Que Revolucionou a Broadway.
De Jonathan Larson
Nós assistimos a última apresentação de Rent neste ano. Este foi sem dúvida o musical que nos emocionou do início ao fim. Além de despertar muitas emoções em todos nós, os questionamentos que Rent apresenta nos faz refletir e analisar sobre a importância de nossa vida, das nossas amizades, do amor ao próximo, de fazer sexo seguro, sobre o uso de drogas, dos pobres sem teto, das pessoas sem  expectativa de realizar seus sonhos, ...
Rent é um musical formidável que conseguiu reunir assuntos importantes e atores tarimbados, que estão fazendo um belíssimo trabalho. 
Meu casal predileto é Roger(Thiago Machado) e Mimi (Ingrid Gaigher), adorei demais a atuação  de todos os atores, todos estão maravilhosos. Principalmente o Thiago Machado.
Quero rever Rent em 2017.
Poético, visceral e humano, RENT não pode ser visto apenas como “mais um musical”. Revolucionário e atual, ele nos envolve com nossos questionamentos diários, nos convida para sua realidade palpável e nos provoca com nossas semelhanças. Uma trama de escolhas e consequências que nos mostram a fragilidade da vida, a velocidade do tempo e a força de um sentimento.
A busca por uma voz. A vida mensurada em amor...
RENT conta um ano na vida de oito jovens que tem que encarar as aventuras e desventuras de seus amores, amizades, conflitos, problemas financeiros, o transparecer da sexualidade e o embate com a finitude humana. Mais que um musical, Rent é uma corrente de amor!
A história começa na véspera de natal, na cobertura de uma antiga editora musical. Um loft industrial onde moram Mark (Bruno Narchi), cineasta perdido que saiu debaixo das asas de seus pais para tentar a sorte na cidade grande e Roger (Thiago Machado), musico ex integrante de uma quase bem-sucedida banda de punk rock, que perdeu sua inspiração ao se ver frente a frente com a morte.
Em meio ao frio congelante, Mimi (Ingrid Gaigher), a vizinha do andar de baixo, bate na porta deles em busca de fogo e acaba reacendendo a vida de Roger. Collins (Max Grácio), gênio da computação e professor universitário, aparece na cidade para passar a noite de natal com seus amigos. Após um assalto, acaba caído em um beco qualquer onde encontra seu salvador, Angel (Diego Montez), percussionista de rua e Drag Queen. Benny (Mauro Sousa), antigo amigo e proprietário do imóvel, aparece para cobrar o aluguel.
Maureen (Myra Ruiz), ex parceira de Mark, é uma artista performática que prepara seu protesto, contra a cobrança e a desapropriação dos terrenos da região, com a ajuda de Joanne (Priscila Borges), advogada feminista e sua atual namorada. A partir de uma única noite, acompanhamos o recorte de um ano na vida dessas pessoas. ‘Um close’ nos encontros e desencontros, na amizade, no agora, na saudade, na solidão, na companhia, na vida, na perda, no cuidar do outro e, acima de tudo, no amor.
Elenco: Myra Ruiz, Bruno Narchi, Diego Montez, Thiago Machado,Ingrid Gaigher, Mauro Sousa, Max Grácio, Priscila Borges,Thuany Parente, Carol Botelho, Lívia Graciano, Zuba Janaina,Bruno Sigrist, Arthur Berges, Philipe Azevedo, Felipe Domingues, Guilherme Leal e Kaíque Azarias.
video
Produtor e realizador do projeto, ao lado de Bel Gomes, o ator Bruno Narchi iniciou essa jornada em 2014 e conta: “RENT foi o musical que me inspirou a fazer musicais. Foi também a primeira vez que pensei em montar e produzir um espetáculo. Somente dez anos depois, em uma conversa de camarim com outros colegas de elenco do musical ‘Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz’, nos questionamos sobre qual musical gostaríamos de fazer e produzir. Mais uma vez apareceu o nome: RENT. Hoje, vejo e acredito muito que o próprio projeto fez sua seleção natural. Formamos um time que defende essa obra com tudo aquilo que ela merece. Garra, verdade, vontade e amor. Muito amor. Um grupo de amigos falando de um grupo de amigos.”
RENT
Teatro Shop. Frei Caneca (600 lugares)
Rua Frei Caneca, 569 / 7º andar
Bilheteria: 3472.2229
Terça a domingo, a partir das 13h. Aceita todos os cartões de débito e crédito, não aceita cheque. Estacionamento do shopping - R$ 10 as duas primeiras horas
Vendas: 4003.1212 - www.ingressorapido.com.br
Terças e Quartas às 21h


** sessão extra dia 19/12, segunda, às 21h **
Ingressos:
R$ 100
Duração: 150 minutos
Recomendação: 14 anos
Gênero: musical
Temporada 2016: dias 14, 19, 20 e 21 de Dezembro
Temporada 2017: de 10 de Janeiro até 29 de Março

Informações retiradas do release de divulgação de imprensa.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

O Musical Mamonas.

O Musical Mamonas.
O Musical Mamonas conta a história de Bento, Dinho, Júlio, Samuel e Sérgio, os  garotos de Guarulhos que fizeram um sucesso estrondoso com as letras das músicas escrachadas e bem humoradas pela década de 90 e, que no auge do sucesso sofreram um acidente de avião que interrompeu as suas vidas.
O Musical começa com os Mamonas Assassinas chegando ao céu e recebendo uma missão do anjo Gabriel: "Deveriam contar a história da banda". Assim, eles começam mostrando como foi no início, quando formavam uma banda de rock chamada Utopia, até chegar no momento em que aceitaram assumir no palco, o estilo irreverente que suas letras transmitia, e com esse novo estilo, conseguiram conquistar todo o Brasil.
O musical é muito divertido e mostra de uma maneira leve e bonita a trajetória dos Mamonas Assassinas. Foi uma linda e emocionante homenagem. Valeu demais ter ido conferir. Em alguns momentos nos sentimos como se estivéssemos no show deles. 
Os protagonistas: Ruy Brissac, Adriano Tunes, Yudi Tamashiro, Elcio Bonazzi e Arthur Ienzura.
...Minha Brasília amarela
Tá de portas abertas
Pra mode a gente se amar
Pelados em Santos
Pois você, minha pitchula
Me deixou legalzão
Não me sintcho sozinho...
Teatro Procópio Ferreira.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

JIM - O Musical.

JIM - O Musical.
Texto: Walter Daguerre.
Direção: Paulo de Moraes.
Ontem foi a estreia vip do musical Jim. Anteriormente havia escrito sobre esta peça neste post: JIM.
O musical é uma grande homenagem a um dos maiores mitos do rock, Jim Morrison, que além de um grande cantor, era um poeta.
"JIM - O musical" já passou por mais de dez cidades, em todas foi um sucesso de crítica e público.
Protagonizado por Eriberto Leão e Renata Guida, a peça conta a história de João Mota, um homem que não conheceu Jim Morrison, mas que teve a sua vida pautada por suas ideias e seus ideais. João então, resolve sair em busca de um acerto de contas com Jim. O repertório musical é do The Doors (não poderia ser diferente, já que Jim era o vocalista da banda). 
Músicos: Antônio Van Ahn, Felipe Barão e Eduardo Rorato.
 
 
Eduardo Barata nos agradecimentos no final do espetáculo. 
Teatro Vivo.
Horários: Sexta: 21:30h, Sábado: 21:00h e Domingo 18:00h.
Ingressos: Ingresso Rápido.

sábado, 22 de outubro de 2016

Jim.

Jim - O Musical.
Coletiva de Imprensa.
No dia 28 de outubro, estreia no Teatro Vivo, o Musical Jim. O espetáculo, inspirado na poesia de um dos maiores ícones do rock, conta a história de um homem que não conheceu o vocalista do The Doors, mas teve a sua vida pautada por suas ideias e seus ideais.
O Musical viajou por diversos Estados brasileiros e foi assistido por mais de 100 mil espectadores. E chega em São Paulo através do Projeto Vivo Encena. No dia 23 e 24 de Outubro os ingressos poderão ser retirados gratuitamente, com duas horas antes do espetáculo, no Teatro Vivo. E na semana de estreia (28,29 e 30), Jim faz sessões populares com ingressos a R$ 20,00.
"Em cena, dois planos paralelos. João Mota - Eriberto Leão - num acerto de contas com Jim, e o vocalista encarnado no personagem, que quer se matar achando que foi isso que o ídolo fez".
Na trama, João está diante do túmulo  de Jim, com uma arma em punho, para acertar as contas com o líder do The Doors. ele tem apenas uma bala, uma pequena peça de chumbo com a qual pretende transformar seu destino num jogo de azar. Seria um acontecimento simples, se não fosse a presença diabólica de Jim e a aparição de uma misteriosa mulher, interpretada por Renata Guida, que representa o feminino de diversas formas - Pamela Morrison (Mulher de Jim), a esposa de João Mota e ainda a mãe Terra. A presença da personagem pode ser interpretada também como uma consciência intuitiva profunda de João.
O Musical conta com 11 canções clássicas do The Doors, como Ligth My Fire, The end, Riders on the Storm,...cantadas ao vivo por Eriberto Leão e mais 3 músicos.
Eriberto descobriu sua vocação como ator através de Jim Morrison e do The Doors, vendo o trailer de um filme sobre a banda. ele sempre soube que iria fazer essa peça.
Jim é sucesso por todos os lugares por onde passou e já recebeu o prêmio APTR 2014 e indicações ao prêmio Shell e Cesgranrio.
O vocalista do The Doors, cantor, compositor e poeta norte-americano, ganha uma homenagem que traz suas referencias ideológicas não apenas por seus versos, mas de seus ídolos, entre eles Nietzsche. O espetáculo da enfoque ao lado poético e simbolista de Morrison.
Elenco: Eriberto Leão e Renata Guida.
Músicos: Antônio Van Ahn, Felipe Barão e Rorato.
direção Musical: Ricco Vianna.
Direção: Paulo de Moraes.
Texto: Walter Daguerre.
Cenografia: Paulo de Moraes.
Figurinos: Rita Murtinho.
Iluminação: Maneco Quinderé.
Assessoria de Imprensa: Morente Forte.
Produção executiva: Denise Escudeiro e Bruno Luzes.
Produção e coordenação de comunicação: Barata Comunicações.
Teatro Vivo.
Projeto Vivo Encena.
Informações retiradas do release de divulgação de imprensa.