♥ Seguidores♥

Mostrando postagens com marcador #teatromusical. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #teatromusical. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Cinderella - O Musical.

Cinderella - O Musical.
Cinderela é um dos contos de fadas mais conhecidos do mundo. E a adaptação para o teatro ficou incrível...as cenas são mágicas, principalmente a transformação dos vestidos e da abóbora em carruagem.
Cinderela depois da morte do pai, foi transformada em empregada pela madrasta e suas filhas. Apesar das maldades a que foi submetida, Cinderela continuava a ter fé e coragem e principalmente continuou sendo bondosa, mesmo com quem a maltratava.
Theatro NET SP.

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Menopausa - O Musical.

MENOPAUSA - O MUSICAL.
Dos mesmos produtores de “Os Monólogos da Vagina”, nova produção dialoga com bom humor sobre a relação da mulher com sua idade e sexualidade.
A chegada da meia-idade e o universo da mulher estão em foco no texto de “Menopausa – O Musical”.
Cheias de personalidade, cada mulher retratada em cena encara a vida de uma maneira e enfrenta esta nova fase de forma diferente. Apresentando arquétipos em vez de personagens reais, o espetáculo traz a Atriz, a Hippie, a Executiva e a Dona de Casa do Interior, que, complementares, formam o quarteto disposto a lidar de forma bem-humorada com os detalhes e preciosidades de ser mulher, especialmente neste período fisiológico, que tende a ocorrer entre os 45 e 55 anos de idade. “Elas são um reflexo de todas as mulheres. Toda mulher tem um pouquinho de cada personagem”, diz o diretor, visagista e produtor Anderson Bueno.
As personagens vividas pelas atrizes Adriana Fonseca, Alessandra Vertamatti, Bibba Chuqui e Simone Gutierrez, abordam este universo de forma instrutiva, onde muito além de apontar os sintomas, é proposto um maior entendimento ao público sobre o que esse momento realmente significa para as mulheres. 
Já a trilha que irá conduzir os divertidos dilemas é guiada por paródias de conhecidas canções dos anos 60, 70 e 80, sempre sobre temas cotidianos da menopausa como os hormônios a flor da pele, necessidade do chocolate, perda de memória, fogachos, suores noturnos e vida sexual. Na seleção da song list, entram versões de hits como “Fever Night”, “Stayin’ Alive”, “The Lion Sleeps Tonight”, “YMCA” e “Chain of Fools” e “Dancing Days”, sucesso brasileiro consagrado pelo grupo As Frenéticas.
Informações retiradas: Teatro Gazeta.
Teatro Gazeta.

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Romeu E Julieta (Ao Som De Marisa Monte).

Romeu e Julieta
Ao som de Marisa Monte
A tragédia escrita entre 1591 e 1595 por William Shakespeare, conta a história de dois adolescentes apaixonados cuja morte acaba unindo suas famílias, outrora em pé de guerra. A obra é uma das mais levadas aos palcos do mundo inteiro e hoje o relacionamento dos protagonistas é considerado como o arquétipo do amor juvenil.
Romeu e Julieta é a mais bela história de amor que já existiu”.Sempre quis falar de Shakespeare para os jovens e trazer essa galera nova para o teatro. O espetáculo é atemporal, mistura o texto de 1500 com a música dos anos 2000”.
Guilherme Leme Garcia (diretor).
Elenco: Bárbara Sut, Thiago Machado,Ícaro Silva, Pedro Caetano, Bruno Narchi, Stella Maria Rodrigues, Claudio Galvan, Kacau Gomes,Marcello Escorel, Pedro Caetano, Diego Luri, Kadu Veiga, Max Grácio, Neusa Romano, Gabriel Vicente, Laura Carolinah, Luci Salutes, Saulo Segreto, Thiago Lemmos, Gabi Porto, Santiago Villalba, Daniel Haidar, Jorge Neto, Lara Suleiman, Marcelo Ferrari e Juliana Gama.
“É uma personagem que já não imaginava fazer. Teve uma peça na escola que me colocaram para fazer a Ama. Todas as meninas fizeram a Julieta, mas eu era muito alta. Teoricamente eu também não tenho o perfil do que se espera de Julieta, né? Itália medieval, uma Julieta negra? Por isso também me sinto muito honrada de ter essa oportunidade, é um papel que eu pensava ser meio inacessível para mim”, confessa Bárbara. 
Thiago comenta sua primeira vez ao interpretar um texto de Shakespeare: “Eu acho que todo ator não só almeja, mas tem que viver pelo menos uma vez o teatro Shakespeariano. E contar a história do Romeu com a Julieta, que é a maior história de amor que tem, ainda mais na linguagem do teatro musical, está sendo uma aventura muito grande!”.
Para Guilherme Leme Garcia a escolha do repertório veio com naturalidade. “Quando comecei a pensar no espetáculo ele não era nem musical, na verdade. Mas, toda vez que eu ouvia Marisa, eu pensava ‘Nossa, essa canção ficaria tão linda nessa cena’. Quando o Gustavo Gasparani, que entrou para fazer o processo de criação, propôs que o espetáculo fosse inteiro com músicas da Marisa, topei na hora!”
Informações retiradas:Morente Forte.
Teatro Frei Caneca
Temporada até 21 de Outubro.

sexta-feira, 27 de julho de 2018

O FANTASMA DA ÓPERA.

O FANTASMA DA ÓPERA.
Estreia 02 Agosto.
Ontem foi a coletiva do Fantasma da Ópera, o musical mais famoso do Mundo.
O Fantasma da ópera é simplesmente maravilhoso. Uma espetáculo que vai tocar a alma de todos que forem assistir. Recomendo a todos, pois é um musical emocionante. Não vão se arrepender. 
Baseado no romance clássico Le Fantôme de L’Opera, de Gaston Leroux, O FANTASMA DA ÓPERA conta a história de uma figura mascarada que se espreita pelas catacumbas da Ópera de Paris exercendo domínio e aterrorizando todos que por ali passam. O Fantasma se apaixona perdidamente por uma inocente jovem soprano, Christine, e se dedica compulsivamente a criar uma nova estrela dos palcos. E usa seus métodos diabólicos para que isso aconteça.
As letras são em português e estão em seu elenco brasileiro: Thiago Arancam (Fantasma), Leonardo Neiva (Fantasma alternante), Lina Mendes (Christine), Giulia Nadruz(Christine alternante), Fred Silveira (Raoul), Sandro Christopher (Monsieur Firmin), Marcos Lanza (Monsieur André), Bete Diva (Carlotta); Cleyton Pulzi (Piangi), Taís Víera (Madame Giry) e Fernanda Muniz (Meg Giry) entre os personagens principais.

O FANTASMA DA ÓPERA tem música de Andrew Lloyd Webber e é dirigido por Harold Prince. As letras são de Charles Hart (com letras adicionais de Richard Stilgoe), livro por Richard Stilgoe e Andrew Lloyd Webber. Design de produção de Maria Björnson, iluminação de Andrew Bridge e som original de Martin Levan. Encenação musical e coreografia de Gillian Lynne, orquestrações de David Cullen e Andrew Lloyd Webber.
ELENCO PRINCIPAL:
Fantasma – Thiago Arancam,
Fantasma alternante – Leonardo Neiva,
Christine – Lina Mendes,
Christine alternante – Giulia Nadruz,
Raoul – Fred Silveira,
Monsieur Firmin – Sandro Christopher,
Monsieur André – Marcos Lanza,
Carlotta – Bete Diva,
Piangi – Cleyton Pulzi,
Madame Giry – Taís Víera,
Meg Giry – Fernanda Muniz.
Teatro Renault 

Sessões: Quartas, quintas e sextas, às 21h. Sábados, às 16h e 21h, e Domingos, às 15h e 20h.
Temporada: Até 16 de dezembro de 2018.

Informações retiradas: Morente Forte

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Pacto.

Pacto.
A História de Leopold e Loeb.
Direção: Zé Henrique de Paula.
Pacto é uma peça intensa, sombria e que deixa todos da plateia chocados. Impossível não sentir opressão diante da tensão psicológica dos personagens e de sentir uma profunda tristeza ao acompanhar os diálogos sobre a “motivação do assassinato de uma criança”.
Até hoje, a história de Leopold e Loeb impressiona o mundo, o crime cometido pelos dois jovens em 1924, em Chicago, choca por sua perspicácia e frieza. O real motivo é revelado por Leopold apos 30 anos de prisão, na tentativa de conseguir a liberdade condicional. Ele afirma que o único objetivo era provar que eram capazes de cometerem o crime perfeito e estarem acima da lei do homem.
Inspirados pela filosofia de Friedrich Nietzsche, ambos cometeram o que ficou conhecido mundialmente como o Crime do Século. Sequestraram e assassinaram, Bobby Franks, de 14 anos de idade.
Leopold escreve antes de cometer o crime: "Um super-homem (...) é, em virtude de certas qualidades superiores inerentes a ele, isento das leis comuns que regem os homens. Ele não é responsável por qualquer coisa que ele possa fazer".
Para conseguir a liberdade condicional, Leopold, deverá confessar o verdadeiro sentido do crime, que oculto, nunca pôde ser revelado. Qual será o limite para o amor? A revelação é tão assombrosa, quanto o que se podia imaginar.
O musical tem texto, música e letras assinados por Stephen Dolginoff, direção de Zé Henrique de Paula e direção musical de Guilherme Terra. No elenco, Leandro Luna e André Loddi, e ao piano, Andrei Presser.
Informações retiradas: Teatro Portoseguro e do programa da peça.
Teatro Porto Seguro.