♥ Seguidores♥

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Museu do Futebol.

Museu Do Futebol.
O Museu do Futebol é um excelente lugar para conhecer ou para relembrar a história do futebol, que é um dos esportes mais populares do Mundo e um dos mais amados do povo brasileiro. E claro,  para se divertir também. Tem diversas atrações para ver, sentir e ouvir. dá para ter a sensação de como é estar dentro de um estádio, com toda a torcida vibrando, graças aos telões que mostra as diversas torcidas de vários Clubes do Brasil (esses telões fica na estrutura por baixo da arquibancada do estádio). Podemos também rever os gols e as jogadas mais marcantes de alguns dos jogos.
Existe Muitos painéis, fotografias e reproduções de vários objetos famosos referente ao futebol. Além de uma gama de passatempos, entre eles: mesa de totó a disposição de todos e um espaço para treinar chutes ao gol. 
O Museu do Futebol é interativo e cheio de atrações para os amantes do futebol e até para os que não são tão apaixonados assim.
O futebol é o esporte mais praticado e amado no Brasil e é muito bom ter um Museu dedicado a esse esporte aqui em São Paulo.
Estádio do Pacaembu.
O Museu mostra também a trajetória de vários craques do passado e da atualidade.
O Museu do Futebol tem um acervo eletrônico e digital enorme e os painéis mostra o que acontecia no Brasil e no Mundo em cada época entre as Copas, tudo dentro de um contexto histórico.
O Museu é muito bonito, organizado e com um excelente acervo.
Museu do Futebol
Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

92ª corrida de São Silvestre.

92ª Corrida Internacional De São Silvestre.
Meu irmão veio diretamente de Pernambuco para participar da São Silvestre. Esta é uma das provas de pedestres mais tracionais e famosas do Mundo e conta com um percurso de 15 km.
A prova masculina começaria de 9:00 horas então nós chegamos as 7:00 horas para garantir uma boa posição. A Avenida Paulista já estava cheia e a cada minuto a multidão se aglomerava cada vez mais.
Tinha mais de 33 mil atletas participando da prova.
Meu irmão junto com os demais atletas.
Na torcida.
Pódio feminino: Jemima Jelagat(Quênia), Flomena Cheyech Daniel(Quênia),Eunice Cehbicii (Bahrein), Ymer Wude (Etiópia) e Ester Chesang Kakuri (Etiópia).
Pódio masculino: Leul Aleme(Etiópia), Dawit Admasu(Etiópia), Stephen Kosgei(Quênia),Giovani dos Santos (Brasil) e Willian Kibor(Quênia).
Prova de São Silvestre 2016.
Meu irmão conseguiu concluir com louvor.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Rent - O Musical Que Revolucionou a Broadway.

Rent
O Musical Que Revolucionou a Broadway.
De Jonathan Larson
Nós assistimos a última apresentação de Rent neste ano. Este foi sem dúvida o musical que nos emocionou do início ao fim. Além de despertar muitas emoções em todos nós, os questionamentos que Rent apresenta nos faz refletir e analisar sobre a importância de nossa vida, das nossas amizades, do amor ao próximo, de fazer sexo seguro, sobre o uso de drogas, dos pobres sem teto, das pessoas sem  expectativa de realizar seus sonhos, ...
Rent é um musical formidável que conseguiu reunir assuntos importantes e atores tarimbados, que estão fazendo um belíssimo trabalho. 
Meu casal predileto é Roger(Thiago Machado) e Mimi (Ingrid Gaigher), adorei demais a atuação  de todos os atores, todos estão maravilhosos. Principalmente o Thiago Machado.
Quero rever Rent em 2017.
Poético, visceral e humano, RENT não pode ser visto apenas como “mais um musical”. Revolucionário e atual, ele nos envolve com nossos questionamentos diários, nos convida para sua realidade palpável e nos provoca com nossas semelhanças. Uma trama de escolhas e consequências que nos mostram a fragilidade da vida, a velocidade do tempo e a força de um sentimento.
A busca por uma voz. A vida mensurada em amor...
RENT conta um ano na vida de oito jovens que tem que encarar as aventuras e desventuras de seus amores, amizades, conflitos, problemas financeiros, o transparecer da sexualidade e o embate com a finitude humana. Mais que um musical, Rent é uma corrente de amor!
A história começa na véspera de natal, na cobertura de uma antiga editora musical. Um loft industrial onde moram Mark (Bruno Narchi), cineasta perdido que saiu debaixo das asas de seus pais para tentar a sorte na cidade grande e Roger (Thiago Machado), musico ex integrante de uma quase bem-sucedida banda de punk rock, que perdeu sua inspiração ao se ver frente a frente com a morte.
Em meio ao frio congelante, Mimi (Ingrid Gaigher), a vizinha do andar de baixo, bate na porta deles em busca de fogo e acaba reacendendo a vida de Roger. Collins (Max Grácio), gênio da computação e professor universitário, aparece na cidade para passar a noite de natal com seus amigos. Após um assalto, acaba caído em um beco qualquer onde encontra seu salvador, Angel (Diego Montez), percussionista de rua e Drag Queen. Benny (Mauro Sousa), antigo amigo e proprietário do imóvel, aparece para cobrar o aluguel.
Maureen (Myra Ruiz), ex parceira de Mark, é uma artista performática que prepara seu protesto, contra a cobrança e a desapropriação dos terrenos da região, com a ajuda de Joanne (Priscila Borges), advogada feminista e sua atual namorada. A partir de uma única noite, acompanhamos o recorte de um ano na vida dessas pessoas. ‘Um close’ nos encontros e desencontros, na amizade, no agora, na saudade, na solidão, na companhia, na vida, na perda, no cuidar do outro e, acima de tudo, no amor.
Elenco: Myra Ruiz, Bruno Narchi, Diego Montez, Thiago Machado,Ingrid Gaigher, Mauro Sousa, Max Grácio, Priscila Borges,Thuany Parente, Carol Botelho, Lívia Graciano, Zuba Janaina,Bruno Sigrist, Arthur Berges, Philipe Azevedo, Felipe Domingues, Guilherme Leal e Kaíque Azarias.
video
Produtor e realizador do projeto, ao lado de Bel Gomes, o ator Bruno Narchi iniciou essa jornada em 2014 e conta: “RENT foi o musical que me inspirou a fazer musicais. Foi também a primeira vez que pensei em montar e produzir um espetáculo. Somente dez anos depois, em uma conversa de camarim com outros colegas de elenco do musical ‘Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz’, nos questionamos sobre qual musical gostaríamos de fazer e produzir. Mais uma vez apareceu o nome: RENT. Hoje, vejo e acredito muito que o próprio projeto fez sua seleção natural. Formamos um time que defende essa obra com tudo aquilo que ela merece. Garra, verdade, vontade e amor. Muito amor. Um grupo de amigos falando de um grupo de amigos.”
RENT
Teatro Shop. Frei Caneca (600 lugares)
Rua Frei Caneca, 569 / 7º andar
Bilheteria: 3472.2229
Terça a domingo, a partir das 13h. Aceita todos os cartões de débito e crédito, não aceita cheque. Estacionamento do shopping - R$ 10 as duas primeiras horas
Vendas: 4003.1212 - www.ingressorapido.com.br
Terças e Quartas às 21h


** sessão extra dia 19/12, segunda, às 21h **
Ingressos:
R$ 100
Duração: 150 minutos
Recomendação: 14 anos
Gênero: musical
Temporada 2016: dias 14, 19, 20 e 21 de Dezembro
Temporada 2017: de 10 de Janeiro até 29 de Março

Informações retiradas do release de divulgação de imprensa.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Dzi Croquettes.

Dzi Croquettes.
Semana passada fomos assistir a apresentação do "Dzi Croquettes" e o espetáculo foi sensacional. A temporada 2016 acabou mais em 2017 Dzi Croquettes voltará aos palcos. Vale muito a pena conferir e saber um pouco mais sobre um perído da História do Brasil, através da visão que a peça nos mostra.
Dirigida por Ciro Barcelos, integrante do grupo original da década de 1970, a peça musical é baseado no documentário "Dzi Croquettes" de Tatiana Issa e Raphael Alvarez e que conta a história  de uma trupe composta de artistas (cantores, atores, bailarinos,...), que viveu durante a repressão da Ditadura Militar (anos de chumbo), e os integrantes do grupo, por serem considerados símbolo da contracultura, foram convidados a se retirar do Brasil e alcançaram muito sucesso na França. Tendo sido convidados inclusive para fazer um espetáculo na Broadway.  
Na peça, eles  vivem em uma garagem que serve de palco para as diversas apresentações dos integrantes. O espetáculo mostra toda a irreverência que caracterizou e tornou famoso o Dzi Croquette que completa 45 anos,  e que tem uma trilha sonora composta por diversos gêneros musicais, que vai desde os clássicos até  as músicas divertidas dos Mamonas Assassinas, ...
DZI é composto  por Homens vestidos em trajes femininos, com maquiagem extravagante e que encantaram e conquistaram plateias por onde passaram.
"Não somos homens, nem mulheres, nós somos gente".
Elenco: Ciro Barcelos, Bruno Gissoni, Rodolfo Goulart, Filipe Ribeiro, Rafael Leal, Paulo Victor Gandra, Julio Aracack, Rogério Nóbrega e Lucas Cândido. 
Ciro Barcelos foi o integrante mais jovens do Dzi Croquettes e hoje além de atuar, dirige e fez a concepção do texto para o palco. Ele é uma lenda viva do show business brasileiro.
Teatro Augusta
Sala Paulo Goulart.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Tesouros Paulistas.

 Tesouros Paulistas.
Coleção de arte dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo.
Hoje (13/12), começou a Exposição Tesouros Paulistas. Que apresenta obras do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo.
A Exposição reúne mobiliário, louçaria, prataria, tapeçaria, pintura e escultura, com destaque para alguns ícones da História da Arte brasileira, do período colonial ao Modernismo, com obras produzidas até a década de 1970.  
 
Dividida em três núcleos temáticosMemória das Coleções; O objeto como crônica de costumes e A figura como expressão –, a exposição apresenta 322 obras, algumas reconhecidas por instituições internacionais, como é o caso do Museu de Arte Moderna (MoMA).
Sobre o Acervo de arte dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo, o acervo de arte dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo reúne peças que acompanham a história dos edifícios, desde a primeira sede de governo, no Pateo do Collegio (1765 a 1932), aos palácios dos Campos Elíseos (1911 a 1965), do Horto (1949 a 2012), dos Bandeirantes e Boa Vista (ambos desde 1964).
A Exposição destaca o cotidiano doméstico dos palácios. 
O gosto pelo antiquariato reunia, nos mesmos ambientes, móveis coloniais e arte sacra, como símbolo de fé e devoção.
A coleção de peças decorativas do acervo dos palácios do Governo, representam os modos de vida e o estrato social da época de seus usos.
Retrato de Mario de Andrade (Tarsila do Amaral). 
Na década de 1970, as escolhas das coleções de arte foram direcionadas para peças do período colonial, fato que dialoga com o programa do movimento modernista, que estimulou o olhar às nossas raízes.
 Alguns dos ícones da história da arte brasileira presentes na exposição: Aleijadinho, Alfredo Volpi, Anita Malfatti, Antonio Gomide, Antonio Rocco, Candido Portinari, Di Cavalcanti, Djanira, Eliseu Visconti, Tarsila do Amaral, Tomás Santa Rosa, Tomie Ohtake, Vicente do Rego Monteiro, Victor Brecheret e Wesley Duke Lee,...
Informações retiradas: www.sesisp.og.br
Centro Cultural Fiesp
Galeria de Arte do Sesi-SP
av. Paulista. 1.313 - em frente à estação de Trianon-Masp do Metrô
De: 13/12/2016 a 28/02/2017