♥ Seguidores♥

sexta-feira, 19 de julho de 2019

“Amar, Verbo Intransitivo”.

“Amar, Verbo Intransitivo”.
Ontem (18/07), foi o dia de assistir a peça “Amar, verbo intransitivo” baseado no livro de Mário de Andrade. 
A trama narra a história da governanta Fräulein Elza (Luciana Carnieli), que é contratada por uma família tradicional paulista nos anos de 1920 para fazer a iniciação amorosa e sexual de Carlos (Pedro Daher), o primogênito herdeiro. A partir desse encontro, os personagens vivem uma relação amorosa, revelando críticas sociais e comportamentais.
Para quem não sabe, “Amar, verbo intransitivo (lançado em 1927)”, foi o primeiro romance modernista de Mário de Andrade. O livro aborda o amor de uma maneira peculiar e causou muito alvoroço na época, por mostrar como a alta sociedade paulistana se comportava de maneira hipocrisia.
Informações adicionais e ingressos:Amar, Verbo Intransitivo.
Em cartaz às quintas-feiras no Teatro Eva Herz. 

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Exposição Olá, Maurício!!!

EXPOSIÇÃO OLÁ, MAURICIO!
O criador da icônica Turma da Mônica, Mauricio de Sousa ganha exposição comemorando seus 60 anos de carreira.
Difícil um brasileiro das quatro últimas gerações não conhecer a Turma da Mônica em suas leituras desde criança. Esse é o tema da exposição Olá, Mauricio!, que retrata a experiência de Mauricio de Sousa nesses 60 anos de trajetória e quase 500 personagens criados. Personagens que fazem parte da cultura brasileira e contribuem para a sociedade ao protagonizarem histórias com importantes temas, como acessibilidade e sustentabilidade, além de proporcionarem diversão e entretenimento.
Ao longo de seis décadas Mauricio criou diversas turmas de personagens como: Turma da Mônica, Turma do Horácio, Turma do Piteco, Turma do Chico Bento, Turma da Mata,Turma do Papa-Capim, Turma do Penadinho,Turma da Mônica Jovem, Turma da Tina, Turma do Astronauta, ...todos contribuem para a sociedade, ao protagonizarem histórias com importantes temas como accessibilidade e sustentabilidade, além de proporcionarem diversão e entretenimento. Sempre abordando os valores de família, união, amizade e educação.
A mostra também traz novos quadros da coleção História em Quadrões, que exibe releituras das mais importantes e conhecidas pinturas de artistas mundialmente consagrados. O projeto tem importante papel na disseminação e popularização da história da arte e das histórias em quadrinhos no Brasil e no exterior. A exposição traz ainda surpresas, curiosidades e até um Bidu reproduzido da primeira tirinha de jornal, publicada em 18 de julho de 1959, no jornal Folha da Tarde.
Informações retiradas:Olá, Mauricio!
Mauricio de sousa nasceu na cidade de Santa Isabel, interior do estado de São Paulo, e passou a infância em Mogi das Cruzes. Ainda jovem, mudou-se par São Paulo em busca de uma oportunidade de mostrar seu trabalho. Foi quando começou a trabalhar no Jornal Folha da Manhã como repórter policial, enquanto aguardava uma chance de publicar suas histórias.
Em 1959, faz sua primeira publicação como o cachorro Bidu e o seu dono, Franjinha. A partir de então, Mauricio passou a atuar como desenhista, fundando a Mauricio de Sousa Produções.
Visitação até 15 de Dezembro.
Centro Cultural fiesp.

terça-feira, 16 de julho de 2019

Ao som de Raul Seixas “Merlin e Arthur, Um Sonho de Liberdade”.

Ao som de Raul Seixas 
Merlin e Arthur, Um Sonho de Liberdade”.
O espetáculo recria a lenda do Rei Arthur, que foi um grande guerreiro e se tornou rei. Arthur foi educado pelo Mago Merlin (místico e com poderes sobrenaturais, interpretado por Vera Holtz em projeção audiovisual), que o aconselhava em várias áreas de conhecimento.
O musical tem diversos pontos altos, entre eles: o triângulo amoroso formado por Arthur, Lancelot e Guinevere. 
O musical mostra como foi formada a famosa “Távola Redonda” e como Arthur era sábio, justo e buscava a igualdade entre todos.
Ao som de Raul Seixas “Merlin e Arthur, Um Sonho de Liberdade” é um musical divertido e que conseguiu reunir amizade, romance, política, traição,.. e "casou" com perfeição as 25 canções do Raul Seixas dentro do contexto na história do Rei Arthur.
Elenco: Vera Holtz, Paulinho Moska, Larissa Bracher, Gustavo Machado, Patrick Amstalden, KacauGomes, Rodrigo Salvadoretti, Natália Glanz, Saulo Segreto, Gabi Porto, Ubiracy Brasil, Santiago Villalba, Fernanda Gabriela, Daniel Haidar, Oscar Fabião, Laíze Câmara, Thainá Gallo, Dennis Pinheiro, Renato Caetano, Paola Poliny, Leonam Moraes, Carol Pita e Félix Boisson.
Temporada até 18/08/2019.
"Todo homem tem o direito de viver a não ser pela sua própria lei
Da maneira que ele quer viver
De trabalhar como quiser e quando quiser
De brincar como quiser
Todo homem tem direito de descansar como quiser
De morrer como quiser 
O homem tem direito de amar como ele quiser 
De beber o que ele quiser 
De viver aonde quiser 
De mover-se pela face do planeta livremente sem passaportes 
Porque o planeta é dele, o planeta é nosso 
O homem tem direito de pensar o que 
Ele quiser, de escrever o que ele quiser 
De desenhar, de pintar, de cantar, de compor o que ele quiser 
Todo homem tem o direito de vestir-se da maneira que ele quiser 
O homem tem o direito de amar como ele quiser, 
tomai vossa sede de amor, como quiseres e com quem quiseres 
Há de ser tudo da lei" 
A Lei, Raul Seixas

Teatro Frei Caneca.

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Dado e Bonfá Tocam Legião Urbana.

Dado e Bonfá Tocam Legião Urbana.
Vida longa aos deuses do rock nacional, vida longa LUXXX30 (Legião Urbana 30 anos).
13 de julho foi  o dia do rock' n' roll e a Prefeitura de São Paulo, nos presenteou com a apresentação da maior banda de rock brasileira: Legião Urbana.
Dado Villa-Lobos, Marcelo Bonfá e André Frateschi.
Gratidão eterna por poder ver de pertinho e cantar todas as músicas icônicas. Foi um show excepcional, foi tudo perfeito. Abaixo segue algumas fotos desse show grandioso. 
A felicidade de quem passou a adolescência ouvindo Legião Urbana, e teve a oportunidade de vê-los tocando, cantando e nos encantando na Praça da República.

domingo, 14 de julho de 2019

Tanabata Matsuri.

Tanabata Matsuri.
Hoje é o dia de fazer pedidos às estrelas.
Bairro da Liberdade.

sábado, 13 de julho de 2019

Sylvia.

Sylvia.
Comédia romântica de  A.R. Gurney.
Sylvia é uma peça que trata principalmente de amor e companheirismo.
A peça conta a história de Greg (Cassio Scapin), um bem sucedido engenheiro de produção que encontra a cachorra Sylvia (Simone Zucato), num parque e resolve levá-la para o seu “ninho vazio”, onde vive com sua esposa Kate (Françoise Forton). 
Kate é uma professora de literatura, com uma carreira promissora. Ao chegar em casa e se deparar com a presença de Sylvia, Kate age de forma negativa e pede para que Greg se livre dela. Com muita dificuldade, o marido tenta convencê-la a ficar com Sylvia, e eles então decidem que a cachorra poderá ficar por alguns dias. Greg e Sylvia passam mais e mais dias juntos, até que ele decide largar o trabalho e aproveitar mais as coisas simples da vida. Ele se dá conta de que apesar de ser um homem bem sucedido, seus dias são dedicados exclusivamente ao trabalho e que, por isso, deixou passar despercebidas muitas coisas de extrema simplicidade e importância na vida. 
A tensão aumenta entre o casal, Greg se torna obcecado por Sylvia e Kate teme por seu casamento. Sylvia, como qualquer cachorro, ama seu dono. Os conflitos, as incertezas e os sonhos desses personagens começam a mexer com um casamento de 22 anos. 
É uma fantasia deliciosamente divertida, mas também uma visão psicológica da crise de um homem de meia idade, da síndrome do ninho vazio e da importância de um cachorro dentro de uma família. 
Elenco: Cassio Scapin, Françoise Forton, Simone Zucato e Rodrigo Fagundes. 
Direção: Gustavo Wabner.
Informações retiradas: Teatro das Artes.
Temporada: 12/07 a 01/09.