♥ Seguidores♥

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Exposição Lamínima 20 Anos.

Exposição Lamínima 
20 Anos.
O Grupo La Mínima foi criado em 1997 por Domingos Montagner e Fernando Sampaio (Agenor e Padoca). E é uma Cia que é ao mesmo tempo circo e teatro e que atua em feiras, ruas, teatros, circos,... interpretando nos espetáculos os mais diversos tipos de textos.
A exposição "La Mínima" apresenta objetos, vídeos, posteres e diversos materiais que fez parte dos cenários dos trabalhos apresentados pela LaMínima, durante os 20 anos de estrada.
O Circo Zanni é um dos circos de maior destaque nacional e faz parte da história da Cia LaMínima. 
Cenário criado para a Exposição e que representa a essência da Cia LaMínima.
Objetos e roupas utilizados no espetáculo Athletis.
Acervo do espetáculo Luna Parke. Que era um parque ambulante com diversas atrações: monga, o homem-bala,...
Cia De Ballet - La Mínima Cia de Ballet (1997), foi o primeiro espetáculo do grupo que deu origem ao seu nome. O espetáculo caracterizou o trabalho da dupla Domingos Montagner e Fernando Sampaio, dento da comicidade física e do humor das palavras.
A exposição é linda e rica em detalhes, vale muito a pena ir conhecer.

Quem ama circo e teatro, não pode deixar de conferir o processo criativo dos artistas: Fernando Sampaio e Domingos Montagner (in memoriam). 

Fernando Sampaio e Domingos Montagner (in memoriam).
Centro Cultural Fiesp
Até 09 de julho (10h às 20h).

terça-feira, 18 de abril de 2017

5X Comédia.

 5X Comédia.
Direção: Hamilton Vaz Pereira e Monique Gardenberg.
5X Comédia é uma caricatura implacável dos costumes da sociedade, com diversas referências contemporâneas. 
A peça é dividida em cinco atos,  Branca de Neve por Debora Lamm, Nana, Nenê por Bruno Mazzeo, Arara Vermelha por Fabiula Nascimento, Milho aos Pombos por Thalita Carauta e Regras de Convivência por Lucio Mauro Filho.  
Percebendo-se ultrapassada pelas princesas contemporâneas, uma Branca de Neve lê Simone de Beauvoir na tentativa de construir uma nova mulher.   
Um pai de primeira viagem recorre a medidas extremas após meses de privação de sono e precisa se explicar na delegacia.
Indignada com a maneira como o pet shop elege os bichos da vitrine, uma arara tem um arroubo de ódio direcionado sobretudo a um Poodle Queen.
Enquanto aproveita mais um teste de elenco para filar um lanche, uma figurante sem noção tira o diretor do sério. 
Flavio tenta estabelecer regras para uma suruba ou poliamor, que começa a rolar durante uma festa no apartamento emprestado da mãe.
Elenco: Bruno Mazzeo, Debora Lamm, Fabiula Nascimento, Lucio Mauro Filho e Thalita Carauta.
Textos: Antonio Prata, Gregório Duvivier, Julia Spadaccini, Jô Bilac, Pedro Kosovski (colaboração André Boucinhas).

video
Teatro Frei Caneca.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Peter Pan - O Musical 🎭🎶🎶

Peter Pan 

O Musical.

Nosso final de semana foi na Terra Do Nunca🔝

Peter Pan O Musical é uma peça adaptada do clássico infantil de J.M.Barrie, que conta a história de Peter Pan, um menino que não queria crescer. Este musical nos faz acompanhar a aventura de Sininho, Peter Pan, Wendy e seus irmãos até a Terra do Nunca, onde encontraremos os garotos perdidos, o Capitão Gancho e todos os piratas malvados; assim como índios, sereias e vários outros personagens e cenários lindos, fazendo a alegria das crianças e dos adultos.

Com direção de Billy Bond, que conseguiu despertar a fantasia do público infantil e adulto.
O diretor utilizou influências da cultura pop e simbologias para mostrar as Aventuras da Terra do Nunca.
O elenco é composto por 27 artistas.
Este espetáculo é cheio de efeitos especiais, que praticamente nos transporta para dentro da história que contém diversos cenários, cada um mais mágico que o outro.
Sendo o destaque do elenco infantil: Matheus Ueta e Giulia Nassa. 
...Viver eternamente a infância... 
Teatro Bradesco.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

60! Década de Arromba - Doc. Musical

60! Década de Arromba
Doc. Musical
Este musical foi a melhor aula de história que eu tive o prazer de assistir. Década de Arromba é um espetáculo que mescla fatos históricos e canções da década de 60, homenageando uma das maiores musas da música brasileira: A Ternurinha. Wanderléa continua linda, simpática e cheia de energia. Recomendo demais. Tudo perfeito e encantador.
Representante maior da Jovem Guarda, um dos principais movimentos musicais da década de 1960, a cantora Wanderléa é a “cereja do bolo” de 60! Década de Arromba – Doc. Musical, dirigido por Frederico Reder, com roteiro e pesquisa de Marcos Nauer. A cantora participa pela primeira vez de um musical, interpretando ela mesma. O espetáculo utiliza ferramentas de documentário (fotos, vídeos e depoimentos reais), somadas a cenas, textos e canções apresentadas ao vivo por 24 atores/cantores/bailarinos para contar a história da década de 1960.
Fruto de uma extensa pesquisa feita por Frederico Reder e Marcos Nauer, 60! Década de Arromba – Doc. Musical começa com um prólogo, em 1922, contando a chegada do Rádio no Brasil, para em seguida mostrar o início da Televisão e aí sim, sua popularização na década de 1960.  A partir desse ponto, a peça narra os principais acontecimentos, apresentando mais de cem canções dos mais diversos gêneros. De Roberto e Erasmo, passando por Dalva de Oliveira, Cauby Peixoto, Elvis Presley, Beatles, Tony e Celly Campello, Bibi Ferreira, Edith Piaf, Tom e Vinicius, Milton Nascimento, Gil e Caetano, Maysa, Geraldo Vandré e tantos outros nomes importantes na música.
Se hoje em dia a discussão em torno do empoderamento feminino está em alta, já em 1960 mulheres marcaram época com frases que deram o que falar. “Ninguém nasce mulher, torna-se mulher”, afirmava a escritora francesa Simone de Beauvoir. Marilyn Monroe fazia sucesso e bradava “mulheres comportadas raramente fazem história”.  Aqui no Brasil, mulheres como Leila Diniz também não ficavam atrás com atitudes e frases que marcaram história, como: “Na minha cama deita quem eu quiser”.  
Ícone pop da década de 1960, Wanderléa sempre foi considerada um símbolo de vanguarda. Primeira mulher a posar nua grávida para uma foto e pioneira no uso das minissaias e do silicone, contribuiu para os direitos e a liberdade das mulheres de sua geração.
“Fiquei muito emocionada em receber esta homenagem justamente quando a Jovem Guarda completa 50 anos. Nunca havia imaginado integrar um grande musical”, diz Wanderléa.
Produzido pela Brain+ em parceria com a Reder Entretenimento e a Estamos Aqui, “60! Década de Arromba” é uma superprodução com 20 cenários, 10 toneladas de material cênico e mais de 300 figurinos. Além dos 24 atores, conta também com uma orquestra de 10 músicos.
Informações retiradas: Ingresso Rápido.
Wanderléa.
Espetáculo arrebatador que encantou todo o público presente.

Teatro Net SP.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Gostosas, Lindas e Sexies.

Gostosas, Lindas e Sexies.
O Filme.
Estreia 20 de Abril.
Ontem foi a coletiva de imprensa do filme Gostosas, Lindas e Sexies (GLS).
Um filme divertido e bem-humorado sobre os encontros e desencontros amorosos e profissionais de quatro mulheres gostosas, liberais, lindas e muito sexies.
Temas amorosos e sexuais, profissionais e relevantes, como o papel da mulher na sociedade atual, o dia a dia destas quatro mulheres sempre muito autênticas ilustram esta nova comédia romântica.
Beatriz, Tânia, Ivone e Marilu são amigas inseparáveis. A história dessas quatro amigas bem-sucedidas que enfrentam todas as dificuldades comuns à maioria das mulheres de hoje em dia, além de vestirem manequim plussize.
Direção: Ernani Nunes
Diretor de Fotografia: Marcelo Brasil
Diretora de Arte: Denise Dourado
Roteiro: Vinícius Marquez
Figurinista: Nicole Nativa
Técnico de Som: Leandro Lima
Produtora de Elenco: Vivian Golombek
Montagem: Ricardo Carvalho
Trilha Original: Diogo Poças e Leo Mendes
Edição de Som: Miriam Biderman e Ricardo Reis
Produzido por: Marcelo Braga
Produção: Santa Rita Filmes
Coprodução: Paramount Pictures
Distribuição: Paris Filmes
Apoio Financeiro: BRDE – FSA – ANCINE
Gostosas Lindas e Sexies
(Comédia, Brasil, cor, 107 min.)

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Exposição "Construções Sensíveis".

"Construções Sensíveis":
A Experiencia geométrica na coleção Ella Fontanals-Cisneros.
A exposição, montada a partir da coleção Ella Fontanals-Cisneros, apresenta um recorte da abstração na América Latina, expondo mais de 120 obras, de 63 artistas de sete países, englobando diversos suportes; pintura, desenho ou obras sobre papel, escultura, objetos, fotografia e vídeo. 
Junto ao importante legado do concretismo e neoconcretismo brasileiros são apresentadas as poéticas abstratas que prosperaram em outros países a partir dos anos de 1930. Esse diálogo entre tendências artísticas coloca em perspectiva as particularidades e contribuições do Brasil às experiências  geométricas como parte de um contexto regional e não como um caso isolado. 
 
Aos artistas representantes das tendências pioneiras na região, como Joaquín Torres Garcia, Ivan Serpa ou Julio Le Parc, somam-se artistas contemporâneos que apontam para os rumos da abstração geométrica nos dias de hoje.
Informações retiradas : http://www.centroculturalfiesp.com.br/#/evento/construcoes-sensiveis
Centro cultural Fiesp
Avenida Paulista, 1313
em frente à estação Triano-Masp do Metrô.