♥ Seguidores♥

Mostrando postagens com marcador #cinema. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #cinema. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

“CRÔ EM FAMÍLIA”.

“CRÔ EM FAMÍLIA”.
Estreia 06 de setembro.
Ontem (28/08), aconteceu a cabine e coletiva do lançamento do filme "CRÔ EM FAMÍLIA" em São Paulo e contou com a presença do protagonista Marcelo Serrado.
O filme conta a história de Crô, que se tornou um empresário bem sucedido e famoso, dono de sua própria escola de etiqueta e finesse, mas se sente sozinho. Carente e vulnerável, o mordomo se envolve com uma família suspeita e precisará lidar também com as críticas ácidas da colunista de celebridades Carlota Valdez (Monique Alfradique).
SINOPSE: Já famoso, bombado e dono da própria escola de etiqueta e finesse, Crô (Marcelo Serrado) se vê, no entanto, sozinho e sem família. Carente e vulnerável, acaba ficando à mercê de supostos parentes, Orlando (Tonico Pereira), Marinalva (Arlete Salles), Luane (Karina Marthin), Nando (João Baldasserini) e Liz (Mel Maia), cujas intenções não parecem ser das melhores. Ao lado das inseparáveis Geni (Jefferson Schroeder), Magda (Mary Sheyla) e Jurema (Fabiana Karla) ativa aluna emergente, mas sempre desviando do veneno da pérfida colunista Carlota Valdez (Monique Alfradique), Crô embarcará numa aventura repleta de pinta para descobrir a sua verdadeira família.
ELENCO:
Marcelo Serrado: Crô
Arlete Salles: Marinalva
Tonico Pereira: Orlando
Jefferson Schroeder: Geni
Rosi Campos: Almerinda
João Baldasserini: Nando
Karina Marthin: Luane
Mel Maia: Liz
João Bravo: Fábio Júnior
Fabiana Karla: Jurema
Marcus Majella: Ferdinando
Marcos Caruso: Seu Peru
Luis Miranda: Dorothy
Monique Alfradique: Carlota
Raphael Vianna: Zarolho
Mary Sheyla: Magda
Pablo Sanábio: Policial 1
Breno De Filippo: Policial 2
Pabllo Vittar: Pabllo Vittar
Preta Gil: Preta Gil
Jojo Todynho: Jojo Todynho
Carol Sampaio: Carol Sampaio
Gay Gigante Leo: Gigante Leo
FICHA TÉCNICA:
Direção: Cininha de Paula
Diretora Assistente: Anita Barbosa
Direção de Fotografia: Dante Belluti e Silvia Gangemi
Direção de Arte: Walkiria Barbosa
Figurino: Sonia Soares
Caracterizaçāo: Rubens Libório
Produção de Elenco: Cibele Santa Cruz
Som Direto: Zezé D’Alice
Ediçāo de Som: Adriano Nascimento
Montagem: Rodrigo Daniel
Mixagem: Ariel Henrique
Música Original: Vivian Aguiar-Buff
Supervisāo musical: Luiz Augusto-Buff
Roteiro Original: Aguinaldo Silva
Colaboração: Virgílio Silva, Antonio Guerrieri, Sergio Virgilio e Bruno Aires
Roteiro Adaptado: Leandro Soares
Direção de Produção: Rossine A. Freitas
Produção Executiva: Marcos Didonet, Vilma Lustosa e Walkiria Barbosa
Produtores: Marcos Didonet, Vilma Lustosa e Walkiria Barbosa
Produtores Associados: Marcelo Serrado e José Alvarenga Jr.
Coprodução: Globo Filmes
Produção: Total Entertainment
Distribuição: Imagem Filmes
ASSESSORIA DE IMPRENSA: Primeiro Plano / www.primeiroplanocom.com.br
Informações para imprensa: Primeiro Plano

terça-feira, 21 de agosto de 2018

"Benzinho".

Benzinho.
Estreia 23 de Agosto.
Ontem (21/08), aconteceu a cabine,coletiva e pré-estreia do lançamento do filme  "Benzinho" em São Paulo e contou com a presença da protagonista Karine Teles.
"Benzinho" é uma coprodução entre Brasil e Uruguai. A Bubbles Project assina a produção, em coprodução com TvZERO, Mutante Cine, Baleia Filmes, Telecine e Canal Brasil. A Vitrine Filmes é a distribuidora. 
Na história, Irene (Karine Teles) mora com o marido Klaus (Otávio Müller) e seus quatro filhos nos arredores do Rio de Janeiro. Entre os empreendimentos sem sucesso do parceiro e os problemas da irmã (Adriana Esteves), Irene se desdobra para ajudar a todos e dar atenção aos filhos. Mas é quando seu primogênito Fernando (Konstantinos Sarris, ator grego em sua estreia nos cinemas) é convidado para jogar handebol na Alemanha, que ela terá que lidar com o maior de seus problemas, a despedida antes do previsto.
"Benzinho" foi rodado em Petrópolis e Araruama, no Estado do Rio de Janeiro, e também traz no elenco o ator uruguaio Cesar Troncoso, vivendo Alan, marido de Sônia (Adriana Esteves) e Vicente Demori como Thiago, filho do casal. Mateus Solano é Paçoca, e faz uma participação especial como o professor de handebol de Fernando. Luan Teles, interpreta Rodrigo, filho do meio de Irene, o ator fez aulas de tuba para o papel; os gêmeos mais novos são vividos por Arthur e Francisco Teles Pizzi, filhos do diretor Gustavo Pizzi e da atriz Karine Teles, que foram casados e se inspiraram nessa experiência pessoal para criar a história do filme. A dupla volta a trabalhar junta depois do premiado longa "Riscado" (2010). 
O longa teve sua estreia mundial na competição do Festival de Sundance e participou da Mostra Voices no Festival de Roterdã. O longa venceu o prêmio de melhor filme pelo júri e pela crítica do Festival de Málaga e pelo júri do Festival de Cinema Luso-brasileiro de Santa Maria da Feira. O  longa também participou dos festivais de Gotemburgo, São Francisco, Washington DC, Berkshire, Provincetown, Edimburgo e do Festival Internacional do cinema latino de Los Angeles. Também participa do Festival de Karlovy Vary (República Checa) e no Rooftop Films Summer Series.
"Benzinho" foi vendido para França, China, Austrália, Nova Zelândia, República Checa, Portugal, México, Polônia, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Grécia, Espanha, Suíça, Áustria, Bósnia Herzegovina, Croácia, Macedônia, Montenegro, Sérvia e Eslovênia. Estreou no Uruguai em março, estreia no México em julho e no Brasil dia 23 de  agosto. A Bubbles Project assina a produção, em coprodução com TvZERO, Mutante Cine, Baleia Filmes, Telecine e Canal Brasil. A Vitrine Filmes é a distribuidora. 
O projeto foi selecionado pela La Fabrique des Cinemas du Monde, durante o Festival de Cannes de 2013, para o Cinemart, em Roterdã, em 2015, e para o programa Boost NL, em 2017. O filme venceu o Ibermedia, assim como outros programas de incentivo a filmes brasileiros e coproduções internacionais.
#benzinho  #benzinholoveling   #loveling
Sinopse:
Irene (Karine Teles) mora com o marido Klaus (Otávio Müller) e seus quatro filhos. Ela está terminando os estudos enquanto se desdobra para complementar a renda da casa e ajudar a irmã Sônia (Adriana Esteves). Mas quando seu primogênito Fernando (Konstantinos Sarris) é convidado para jogar handebol na Alemanha, ela terá poucos dias para superar a ansiedade e ganhar forças antes de mandar seu filho para o mundo. 
Elenco:
Karine Teles – Irene
Otávio Müller – Klaus
Adriana Esteves – Sônia
Konstantinos Sarris - Fernando
César Troncoso – Alan
Luan Teles – Rodrigo
Vicente Demori – Thiago
Arthur Teles Pizzi – Fabiano
Francisco Teles Pizzi – Matheus
Participação Especial: Mateus Solano - Paçoca
Ficha Técnica:
Direção: Gustavo Pizzi
Produção: Tatiana Leite
Coprodução: Roberto Berliner, Rodrigo Letier, Agustina Chiarino, Fernando Epstein e Gustavo Pizzi
Roteiro: Gustavo Pizzi e Karine Teles
Produção Executiva: Tatiana Leite, Rodrigo Letier e Leo Ribeiro
Direção de Produção: Roberta Oliveira
Direção de Fotografia: Pedro Faerstein
Montagem: Livia Serpa
Direção de Arte: Dina Salem Levy
Figurino: Diana Leste
Maquiagem: Vik Silva
Som Direto: Rafael Alvarez
Desenho de Som: Roberto Espinoza
Trilha Sonora Original: Danny Roland, Pedro Sá e Maximiliano Silveira
Coordenação de Finalização: Anna Julia Werneck
Colorista: Kenzo Mijares
Produção: Bubbles Project, Baleia Filmes, TvZERO e Mutante Cine
Coprodução: Telecine e Canal Brasil
Patrocínio: Riofilme
Apoio e Investimento: ICAU, Uruguay Audiovisual, BRDE, FSA, ANCINE e Ibermedia
Distribuição: Vitrine Filmes
Assessoria de imprensa: @primeiroplano / www.primeiroplanocom.com.br
Informações para imprensa: Primeiro Plano
Filme: BENZINHO

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Uma Quase Dupla.

Uma Quase Dupla.
Estreia 19 de Julho nos cinemas.
Semana passada (04/07), aconteceu a cabine e coletiva do filme Uma Quase Dupla em são Paulo.
A comédia foi produzido pela Biônica Filmes e Paris Entretenimento e dirigido por Marcus Baldini, o filme tem roteiro assinado por Ana Reber e Leandro Muniz, com colaboração de Tatá Werneck, Fernando Fraiha e Daniel Furlan. 
No longa, Tatá Werneck e Cauã Reymond vivem Keyla e Claudio, dois policias que não têm nada em comum, mas precisam unir forças para desvendar uma série de assassinatos na cidade fictícia de Joinlandia, no interior do país. Claudio é um subdelegado acostumado à vida pacata e que passa mal nas cenas dos crimes. Já a experiente investigadora Keyla, enviada do Rio de Janeiro, não tem medo de nada e acha que é capaz de resolver o mistério sozinha.
"Sempre quis trabalhar com o Cauã. Adorei vê-lo em cena e descobri a alegria que é estar com ele fora de cena também. Foi maravilhoso vê-lo brilhante fazendo comédia, um lugar onde não estamos acostumados a vê-lo. Aprendi muito com ele ", conta Tatá.
"Há muito tempo tinha o desejo de me desafiar e me exercitar em um gênero que não domino, por isso este encontro não poderia ter sido mais feliz. Tatá é rápida, tem um tempo de comédia impressionante, é uma mestra do ofício. Acho que o público vai se divertir nos cinemas tanto quanto eu tenho me divertido nas filmagens", acredita Cauã. 
"O encontro de dois atores diferentes e talentosos é uma força desse projeto. Acredito que isso deu um charme especial ao filme, junto com a linguagem que brinca com os clichês de filmes de investigação e suspense", conta o diretor Marcus Baldini. 
Sinopse: Keyla (Tatá Werneck) e Claudio (Cauã Reymond) são dois policiais que não têm nada em comum, mas se veem obrigados a trabalhar juntos na pacata cidade de Joinlandia. Ela é uma investigadora competente que acha que pode resolver tudo sozinha. Ele é um subdelegado boa praça e nada eficiente. Os dois vão formar uma dupla improvável e juntos, tentar capturar um habilidoso assassino em série. 
Elenco: Tatá Werneck, Cauã Reymond, Louise Cardoso, Ary França, Alejandro Cleveaux, Daniel Furlan, Augusto Madeira, Gabriel Godoy, Valentina Bandeira, Priscila Steiman, Pedroca Monteiro, Luciana Paes, George Sauma, Caito Mainier.
Ficha Técnica: 
Uma produção Biônica Filmes e Paris Entretenimento 
Coprodução: Paramount Pictures e Globo Filmes 
Distribuição: Paris Filmes e Downtown Filmes 
Direção: Marcus Baldini 
Produção: Bianca Villar, Fernando Fraiha, Karen Castanho, Marcio Fracarolli e Sandi Adamiu. Produtor Associado: Carlos Diegues, Cauã Reymond e Tatá Werneck 
Roteiro: Ana Reber e Leandro Muniz, com colaboração de Tatá Werneck, Fernando Fraiha e Daniel Furlan.
Produção Executiva: Bianca Villar 
Direção de Fotografia: Rodrigo Monte 
Direção de Arte: Rita Faustini 
Figurino: Leticia Barbieri 
Montagem: Danilo Lemos e Helena Chaves 
Trilha Sonora: Plinio Profeta 
Assessoria de Imprensa: Primeiroplanocom.com.br
 Informações para a imprensa:Primeiro Plano.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

"Mulheres Alteradas".


"Mulheres Alteradas".
Estreia 5 de julho.
O longa é inspirado nos quadrinhos da argentina Maitena, grande sucesso nos anos 90.
Ontem (19/06), foi o dia de conferir a cabine e a coletiva do filme Mulheres Alteradas, nova comédia da O2 filmes, coproduzida pela Globo Filmes e Telecine, reúne as histórias de quatro protagonistas diferentes vivendo momentos de transformação, seguindo a frase-tema "mulher alterada não é louca, é uma pessoa que está mudando. Interpretadas por Alessandra Negrini, Deborah Secco, Monica Iozzi e Maria Casadevall, as personagens vivenciam situações cotidianas capazes de tirar qualquer um do sério.
Mulheres alteradas é a primeira adaptação para o cinema dos quadrinhos da argentina Maitena Burundarena, grande sucesso nos anos 90. O filme teve sua estreia mundial no 22 Cine PE.

os quadrinhos não tem personagens, tem situações estanques. A adaptação foi um trabalho longo do roteirista com os produtores e o diretor e decidimos por quatro personagens, com algumas questões abordadas pela Maitena: casamento, trabalho, filhos e idade, explica a produtora Andrea Barata Ribeiro.
Fizemos um filme para nos identificarmos e nos divertimos, transpondo a linguagem dos qaudrinhos para o cinema, É uma comédia pop que tem quatro protagonistas mulheres com suas dúvidas e aspirações, define o diretor Luis Pinheiro.
Alessandra Negrini - Marinati: " A Marinati é dedicada e ambiciosa no trabalho e recebe uma proposta incrível que a tornará uma advogada top, mas justamente neste momento se apaixona. Ela é completamente avessa à paixão, porque não quer perder o controle. Pra ela, viver é trabalhar, tem os namorados com quem não se envolve, é independente, livre. Aí a vida dá uma rasteira nela" .
Deborah Secco - Keka: " A Keka é o resumo de muitas mulheres reais que trabalham, são casadas e tem filhos e que depositam uma importância muito grande na estrutura da família, no sucesso familiar. E é difícil mesmo essa experiência, de conseguir manter tudo, ser uma boa esposa, boa mãe, ser uma profissional capaz de trabalhar a ponto de sustentar sua família. Ela representa essa classe de mulheres que de forma muito normal fazem esse malabarismo. Ela está num momento de crise no casamento e decide tentar salvar o relacionamento numa segunda lua de mel" .
Monica Iozzi - Sônia: "A Sônia é uma mulher que queria tanto ser mãe que decidiu por um período abrir mão da profissão e se dedicar exclusivamente a isso. Ela tem dois filhos lindos pelos quais ela é apaixonada, mas como toda mãe sabe sempre existem alguns dias de caos. É o retrato de como é possível ser muto feliz sendo mãe e ao mesmo tempo ficar muito cansada".
Maria Casadevall - Leandra: Leandra é uma jovem adolescente recentemente chegada aos 30 anos. O conceito de adolescência hoje em dia está um pouco mais alargado e ela faz parte desse grupo de pessoas que vivem esse momento de maneira mais intensa ou um pouco mais prolongada. E eu a vejo nesse lugar da adolescência,meio dark e depressiva, mas que encarava isso da maneira dela pois sai todas as noites, vive num mundo de baladas. Ai ela se depara com a crise dos 30 e o filme mostra com ela vai lidar com isso.
Maria: O filme tem uma pluralidade muito interessante e desenvolve a humanidade. O meu personagem busca a eterna juventude agindo de maneira infantilizada e de forma frenética.
Alessandra: Mulheres Alteradas é um filme popular, original e autoral e que atende todos os gostos. Todas as mulheres vão se identificar, porque são fases da vida que praticamente quase toda mulher passa em determinado momento.
Deborah:Fiquei muito encantada pelo roteiro. Mulheres alteradas é um filme ousado, colorido. Eu pedi para fazer a Keka porque era a unica personagem que não me identifiquei. Eu vivi as outras três e esse seria o desafio, o de viver uma mulher otimista.
Mônica: A amizade feminina foi uma das coisas que mais me atraiu para fazer Mulheres Alteradas, a possibilidade de falar do ambiente feminino, cada uma das quatro protagonistas vivendo suas crises de uma maneira não muito pesada.
SINOPSE: Comédia sobre os dilemas tragicômicos enfrentados por quatro mulheres em diferentes fases da vida: Leandra (Maria Casadevall) está na crise dos 30. Solteira, não aguenta mais a intensa vida noturna; sua irmã, Sônia (Monica Iozzi), é o oposto. Casada e com dois filhos, sonha com uma noite de curtição; Já Marinati (Alessandra Negrini) é uma advogada workaholic que se apaixona justo quando sua carreira está deslanchando. E Keka (Deborah Secco), está ansiosa com a viagem que programou para salvar seu casamento.
ELENCO:
Deborah Secco como Keka
Alessandra Negrini como Marinati
Monica Iozzi como Sônia
Maria Casadevall como Leandra
Sergio Guizé como Dudu
Daniel Boaventura como Cristian


EQUIPE
Direção: Luis Pinheiro         
Produção: Andrea Barata Ribeiro, Bel Berlinck
Produtor Associado: Fernando Meirelles
Produção Executiva: Bel Berlinck
Roteiro: Caco Galhardo
Direção de Fotografia: Will Etchbehere
Direção de Arte: Guta Carvalho
Produção de Elenco: Diana Galantini
Montagem: Ricardo Gonçalves, AMC
Música: Fábio Góes
Figurino: Verônica Julian
Maquiagem: André Anastácio
Produção: O2 Filmes
Coprodução: Globo Filmes e Telecine

Distribuição: Paris Filmes e Downtown Filmes
Informações para a imprensa:Primeiro Plano.