♥ Seguidores♥

Mostrando postagens com marcador #centroculturalfiesp. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #centroculturalfiesp. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Exposição Olá, Maurício!!!

EXPOSIÇÃO OLÁ, MAURICIO!
O criador da icônica Turma da Mônica, Mauricio de Sousa ganha exposição comemorando seus 60 anos de carreira.
Difícil um brasileiro das quatro últimas gerações não conhecer a Turma da Mônica em suas leituras desde criança. Esse é o tema da exposição Olá, Mauricio!, que retrata a experiência de Mauricio de Sousa nesses 60 anos de trajetória e quase 500 personagens criados. Personagens que fazem parte da cultura brasileira e contribuem para a sociedade ao protagonizarem histórias com importantes temas, como acessibilidade e sustentabilidade, além de proporcionarem diversão e entretenimento.
Ao longo de seis décadas Mauricio criou diversas turmas de personagens como: Turma da Mônica, Turma do Horácio, Turma do Piteco, Turma do Chico Bento, Turma da Mata,Turma do Papa-Capim, Turma do Penadinho,Turma da Mônica Jovem, Turma da Tina, Turma do Astronauta, ...todos contribuem para a sociedade, ao protagonizarem histórias com importantes temas como accessibilidade e sustentabilidade, além de proporcionarem diversão e entretenimento. Sempre abordando os valores de família, união, amizade e educação.
A mostra também traz novos quadros da coleção História em Quadrões, que exibe releituras das mais importantes e conhecidas pinturas de artistas mundialmente consagrados. O projeto tem importante papel na disseminação e popularização da história da arte e das histórias em quadrinhos no Brasil e no exterior. A exposição traz ainda surpresas, curiosidades e até um Bidu reproduzido da primeira tirinha de jornal, publicada em 18 de julho de 1959, no jornal Folha da Tarde.
Informações retiradas:Olá, Mauricio!
Mauricio de sousa nasceu na cidade de Santa Isabel, interior do estado de São Paulo, e passou a infância em Mogi das Cruzes. Ainda jovem, mudou-se par São Paulo em busca de uma oportunidade de mostrar seu trabalho. Foi quando começou a trabalhar no Jornal Folha da Manhã como repórter policial, enquanto aguardava uma chance de publicar suas histórias.
Em 1959, faz sua primeira publicação como o cachorro Bidu e o seu dono, Franjinha. A partir de então, Mauricio passou a atuar como desenhista, fundando a Mauricio de Sousa Produções.
Visitação até 15 de Dezembro.
Centro Cultural fiesp.

sexta-feira, 28 de junho de 2019

FILE SÃO PAULO 2019.

FILE SÃO PAULO 2019.
Festival Internacional de Linguagem Eletrônica.
Curtindo a realidade virtual na exposição FILE 2019, 
Electronic linguage international festival - 20 anos de aniversário.
Xadrez Auto-Criativo.
Tempo: Cor - Converte o temo em cores e imerge o visitante em uma experiência espacial do tempo...
Line Wobbler - È um jogo unidimensional que utiliza um joystick personalizado.
A Sense Of Gravity - É uma nova forma de gravidade. Teun Vonk criou este espaço não estático, que muda de tamanho e forma.
Scope - Consiste em dois fones de ouvido de VR (realidade virtual), conectados entre si por uma escultura de 180 centímetros  de comprimento.
Centro Cultural Fiesp.

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Da Indonésia à Amazônia - Expedições de Jean-Michel Cousteau.

Da Indonésia à Amazônia -

Expedições de Jean-Michel Cousteau.

Exposição apresenta diversidade da vida marinha ao redor do mundo.

Durante mais de 60 anos, Jean-Michel Cousteau, seu pai, Jacques Cousteau, e sua família realizaram o maior trabalho de exploração do oceano de toda a história, documentando a vida marinha e a conexão entre o homem e a natureza.
As 60 fotografias desta exposição inédita no Brasil, retratam diferentes partes do mundo e apresentam as cenas e cenários captados pela equipe da Ocean Futures Society, ONG criada por Jean-Michel para transmitir o legado Cousteau.
Infomações retiradas:Centro Cultural Fiesp.
Período: de 4 de junho a 4 de agosto de 2019
Horários: terça a sábado, das 10h às 22h, e domingos, das 10h às 20h
Galeria de Fotos do Centro Cultural fiesp.

sexta-feira, 26 de abril de 2019

As Cangaceiras, Guerreiras do Sertão.

 “AS CANGACEIRAS, GUERREIRAS DO SERTÃO”.
Temporada de 25 de abril a 4 de agosto de 2019.
Com certeza foi um dos maiores presentes ter visto um espetáculo tão intenso e  necessário, um musical que retrata o sertão nordestino e a luta das mulheres para ter voz ativa. As cangaceiras é uma obra prima.
Serena foge de um bando ao descobrir o paradeiro de seu filho, que foi afastado dela cruelmente pelo marido, o chefe do cangaço Taturano. Ao ousar fugir, sua atitude ganha ecos de um levante feminino em meio a algumas mulheres cangaceiras (e outras que nunca foram do cangaço), provocando uma tomada de atitude de homens e mulheres nesta nova divisão de forças no sertão.
Newton Moreno.
Sinopse: As Cangaceiras é uma fábula inspirada nas mulheres que seguiam os bandos nordestinos, que atuavam contra a desigualdade social da região. O musical conta a história de um grupo de mulheres que se rebelam contra mecanismos de opressão que encontravam dentro do próprio cangaço. Além de reflexões sobre o conceito de justiça social que o cangaço representava, o espetáculo reflete sobre as forças do feminino nesse espaço de libertação e sobre nossa ideia de cidadania e heroísmo. Canções originais foram compostas para a produção, inspirando-se em ritmos da cultura nordestina.
Elenco: Amanda Acosta, Marco França, Vera Zimmermann, Carol Badra, Luciana Lyra, Rebeca Jamir, Jessé Scarpellini, Marcelo Boffat, Milton Filho, Pedro Arrais, Carol Costa, Badu Morais, Eduardo Leão e mais 5 músicos.
Infomações:As Cangaceiras.
Centro Cultural Fiesp / Teatro do SESI-SP.
Ingressos Gratuitos.

quinta-feira, 11 de abril de 2019

"Tatá - O Travesseiro".

 "Tatá - O Travesseiro".
Ontem foi a pré estreia de "Tatá - O Travesseiro", uma produção infantil linda demais, e que mostra as aventuras que Lipe enfrenta para encontrar o seu melhor amigo: Tatá o travesseiro. 
Imperdível 👏👏👏.

Lipe é um menino tímido e introspectivo, que tem como melhor amigo o seu travesseiro, Tatá. Juntos, vivem diversas aventuras em sonhos empolgantes e divertidos. Mas, um dia, Tatá desaparece e Lipe acredita que ele foi sequestrado pelo Pirata dos Sonhos – um vilão clássico, que não consegue sonhar e que rouba o travesseiro das crianças, já que acredita que é nos travesseiros que os sonhos residem. Lipe empreende uma jornada de resgate ao melhor amigo, tendo que vencer seus medos e angústias, aos quais apenas a sua imaginação será capaz de resolver. 

Por meio de bonecos de manipulação direta, bonecos híbridos – técnica na qual parte do boneco é vestida pelo ator, manipulação de objetos e teatro de sombras, a premiada Artesanal Cia. de Teatro apresenta no espetáculo um universo lúdico, contemporâneo e rico de aventuras. 

Teatro Popular do Sesi.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Pedro Mota: Estado Da Natureza.

Abertura da Exposição 
Pedro Mota: Estado Da Natureza.

Pedro Motta propõe novos desmembramentos de sua pesquisa sobre a tênue linha entre elementos naturais e o comportamento humano, seus atritos, convergências e suas relações.
A exposição apresenta cerca de 45 trabalhos em três grandes séries: Naufrágio Calado, Falência # 2 e  Sumidouro.

Naufrágio Calado, 2016/2018, em que barcos e trailers parecem ser dragados pela superfície de um terreno arruinado e destituído de vida. Essas imagens podem ser interpretadas como vivências de um estado de decadência, na qual natureza e sociedade são destituídas de seus valores. As fotografias são resultado de várias estratégias: a representação direta, a apresentação material e a construção ficcional.
Falência # 2, 2016, são imagens de diversos tipos de erosões resultantes das águas das chuvas. Suas formas são provenientes de um tempo oculto em que a natureza demonstra sua força e beleza pela destruição. Pequenas quantidades de terra são inseridas dentro da moldura, como se o espaço superficial da foto se esvaísse para um lugar no campo do infinito, uma espécie de ampulheta.
Já Sumidouro, 2016, faz uma metáfora ao espaço em que foi concebido, o Rio das Mortes, em São João del-Rei. Importante rio da região do Campo das Vertentes, é famoso pelas histórias de garimpo e batalhas territoriais. Nesse cenário, o fotógrafo inseriu buracos criados digitalmente. 
🔝Informações retiradas do folder da exposição.
Apresentação especial de O Grivo, duo mineiro que desenvolve uma nova linguagem musical. Eles apresentaram improvisações a partir das fotos de Pedro Mota e Outros artistas.
Centro Cultural Fiesp.
Visitação de 27/02 a 12/05 de 2019.