♥ Seguidores♥

Mostrando postagens com marcador #art. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #art. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Lembrei que Esqueci.

Amelia Toledo
Lembrei que Esqueci.
O Ministério da Cultura e o Banco do Brasil apresentam Amelia toledo: Lembrei que Esqueci, exposição que explora as faces distintas da trajetória da artista paulistana - escultora, pintora, desenhista e designer -, e que homenageia os seus 60 anos de carreira.
Chamada pelo curador Marcus de Lontra Costa de "grande dama da contracultura no Brasil", Amelia pertence a um grupo que buscava aproximar a arte do cotidiano das pessoas, dando outro sentido à vanguarda em uma época marcada pela luta por liberdade e direitos.
Esta exposição oferece uma visão significativa de seu trabalho que, com materiais distintos como rochas, aço inox, tubos com líquido ou papel, entre outros, mexe com os sentidos para trazer percepções sobre o tempo, o espaço o futuro ou a memória.
Com Amelia Toledo: Lembrei que Esqueci, o Banco do Brasil mantem o seu compromisso com a formação de público para as artes visuais, desta vez proporcionando um contato mais aprofundado com o trabalho de uma artista brasileira que, aos 90 anos, continua em plena atividade.
Informações retiradas do programa da Exposição Lembrei que Esqueci do CCBB.
Centro Cultural Banco do Brasil.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Cícero Dias - Um Percurso Poético.

Cícero Dias - Um Percurso Poético.
A exposição apresenta 125 obras de um dos mais importantes artistas brasileiros.
A mostra traça um panorama da produção do Cícero Dias e divide suas obras em três etapas: Brasil, Europa e Monsieur Dias - Uma vida em Paris.
A exposição apresenta também, cartas, textos e fotos de Manoel Bandeira, José Lins do Rego, Gilberto Freyre, entre outros.

Cícero Dias é um importante artista pernambucano, que viveu em Paris e que teve uma longa e produtiva carreira. Sendo livre, ousado e fazendo o que lhe dava vontade, sem medo das críticas.
Cícero Dias integrou como nenhum outro artista brasileiro, a vanguarda artística europeia.

Cícero Dias foi o responsável por levar a poesia “Liberté” de Éluard para fora da França ocupada pelos nazistas. Impressa pelos Aliados, a poesia foi jogada de avião sobre Paris, para dar ânimo à Resistência. Por essa ação, Cícero foi condecorado no final da Guerra. 
Segue um trecho:
...Na ausência sem mais desejos
Na solidão despojada
E nas escadas da morte
Escrevo teu nome

Na saúde recobrada
No perigo dissipado
Na esperança sem memórias
Escrevo teu nome

E ao poder de uma palavra
Recomeço minha vida
Nasci pra te conhecer
E te chamar

Liberdade

CCBBSP (Centro Cultural Banco do Brasil).
Até 03/07/2017.
Entrada Grátis.