♥ Seguidores♥

Mostrando postagens com marcador #teatrovivo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #teatrovivo. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Love, Love, Love.

Love, Love, Love.
De: Mike Bartlett.
A ação começa em 1967, na noite da primeira transmissão ao vivo de TV via satélite, em que os Beatles cantaram All You Need Is Love. Sandra, bonita e sedutora, recém-ingressada na universidade, marcou um encontro com Henry. Mas ela se interessa por seu irmão mais novo, Kenneth, também de 19 anos e calouro universitário. Em 1990, eles estão confortavelmente em outra realidade – são da classe média, curiosamente negligentes com os dois filhos, em um casamento prestes a ruir. Mas o grande momento é o último ato, em 2011, em uma reunião de família, quando a filha do casal, Rose, que foi uma violinista promissora, agora com 37 anos e muito decepcionada, arremessa sobre eles e sua geração de paz e amor a responsabilidade pelo fracasso da geração dela afirmando: “Você não alterou o mundo, você o comprou”.
Informações: Teatro Vivo
"Vivíamos entrincheirados dentro de nossos quartos, cercados por padrões morais  que nossos pais insistiam em acreditar, mas que não convenciam mais. Carregávamos um peso sem nenhum sentido nos ombros. De repente, começamos a ouvir um som vindo de muito longe invadindo nossos sonhos. As cortinas se abriram e o som era tão  instigante que começamos a gritar - gritar tão alto que as paredes todas caíram. O espaço inteiro se abriu e começamos a cantar, a dançar e a rir. Podíamos então flutuar. O som percorreu o mundo e crianças, velhos e até adultos engravatados se divertiam juntos. Os quatro garotos de Liverpool trouxeram ao mundo sisudo o dom de acreditar que a vida podia ser mais do que aquilo. Bem-humorados e irreverentes, eles passaram a fazer parte das nossas vidas trazendo um clima de alegria, leveza e compartilhamento. A efervescência desse momento criou um campo propício ao que viria a seguir, quando os jovens promoveram mudanças comportamentais mais profundas na sociedade a partir da segunda metade dos anos 60."
Depoimento retirado do programa da peça. 
Elenco:Augusto Madeira, Débora Falabella, Mateus Monteiro, Alexandre Cioletti, Yara de Novaes.
Love, Love, Love é uma peça maravilhosa que mostra um momento histórico que repercutiu no comportamento dos jovens, ávidos por mudanças sociais e politicas. O espetáculo tem como foco principal as mudanças comportamentais de uma família durante 1967 até 2014 mais ou menos.
Teatro Vivo.

sábado, 12 de agosto de 2017

Autobiografia Autorizada - Paulo Betti.

Autobiografia Autorizada
Paulo Betti.
A "Autobiografia Autorizada" marca os 40 anos de carreira do ator Paulo Betti, mas neste monólogo, Paulo Betti nos apresenta a pessoa por trás do ator. Ou seja, ele dá ênfase à sua vida pessoal, contando sobre as condições de vida de seus pais (sua mãe foi empregada doméstica e teve 15 filhos, sendo Paulo o filho temporão, e seu pai era esquizofrênico), e pincelando com casos bem humorados da vida dos seus avós (seu avô foi um imigrante italiano que veio trabalhar em uma fazenda no interior de São Paulo e sua avó adorava contar histórias de terror). Paulo Betti também conta um  pouco sobre os seus irmãos, e nos mostra fotos e registros  de seu diário.
Na última parte do espetáculo, Paulo Betti comenta sobre seus amigos e colegas de cena, sobre as novelas, os filme e peças teatrais em que participou.
A "Autobiografia Autorizada de Paulo Betti" é um monólogo muito divertido e que simplesmente nos emociona.
"Lendo as anotações que fiz num cadernão no período de 1982 a 1992, cheguei a conclusão que estava me preparando para revelar as extraordinárias condições que me levaram a sobreviver e a contar como isso aconteceu."Minha fixação pela memória da infância e adolescência, passada num ambiente inóspito e ao mesmo tempo poético, talvez mereça ser compartilhada no intuito de provocar emoção, riso, entretenimento e entendimento."
Paulo Betti.
Um show surpreendente. Que maravilha ter visto Paulo Betti contando sobre sua trajetória e de sua família  com muito bom humor e simplicidade.
Não faltaram casos engraçados e comoventes da sua infância e do inicio da sua adolescência.  Com certeza, cada um lá na platéia se identificou com as histórias contadas.
Valeu a pena todos os segundos deste espetáculo, sobre a historia linda da vida de um dos maiores atores do Brasil. 
Para informações complementares: Autobiografia Autorizada com Paulo Betti
Teatro Vivo.