♥ Seguidores♥

Mostrando postagens com marcador #ccbbsp. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #ccbbsp. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Lembrei que Esqueci.

Amelia Toledo
Lembrei que Esqueci.
O Ministério da Cultura e o Banco do Brasil apresentam Amelia toledo: Lembrei que Esqueci, exposição que explora as faces distintas da trajetória da artista paulistana - escultora, pintora, desenhista e designer -, e que homenageia os seus 60 anos de carreira.
Chamada pelo curador Marcus de Lontra Costa de "grande dama da contracultura no Brasil", Amelia pertence a um grupo que buscava aproximar a arte do cotidiano das pessoas, dando outro sentido à vanguarda em uma época marcada pela luta por liberdade e direitos.
Esta exposição oferece uma visão significativa de seu trabalho que, com materiais distintos como rochas, aço inox, tubos com líquido ou papel, entre outros, mexe com os sentidos para trazer percepções sobre o tempo, o espaço o futuro ou a memória.
Com Amelia Toledo: Lembrei que Esqueci, o Banco do Brasil mantem o seu compromisso com a formação de público para as artes visuais, desta vez proporcionando um contato mais aprofundado com o trabalho de uma artista brasileira que, aos 90 anos, continua em plena atividade.
Informações retiradas do programa da Exposição Lembrei que Esqueci do CCBB.
Centro Cultural Banco do Brasil.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Lembro Todo Dia de Você.

Lembro Todo Dia De Você.
Thiago (Davi Tápias) é um jovem que se descobre soropositivo e inicia uma jornada de autoconhecimento em direção a questões decisivas de sua vida - como o abandono paterno, a descoberta da sexualidade, relacionamentos, amizades e o estigma enfrentado diariamente por pessoas com HIV.
Lembro Todo Dia de Você foi um projeto de pesquisa do Núcleo Experimental e tem treze canções originais com influências de vários gêneros, como pop, bolero, disco, jazz e música de jogos digitais. 
“Apesar dos avanços científicos que amparam a saúde de quem vive com HIV, os preconceitos, estereótipos e convenções que existem sobre o tema ainda criam um ambiente hostil para os portadores do vírus”, diz Zé Henrique.  Lembro Todo Dia de Você chega como uma reflexão sobre o efeito dessas questões na afetividade e emoções desse grupo e seus círculos sociais.
Zé Henrique de Paula diz que, para esse espetáculo, foram feitas pesquisas de campo com jovens portadores de HIV e instituições de amparo a esse grupo. Também foi decisiva para a criação da peça a participação de Rafa Miranda, compositor e regente que emprestou para a obra dados reais da sua vida e experiência como portador de  HIV.
“A falta de informação, a solidão, as inseguranças, as frustrações e o sentimento de culpa me deixavam submerso no medo. O Zé e a Fernanda me acolheram e me deram suporte, criando uma rede de segurança onde eu pudesse compartilhar meus sentimentos e sair do silencio”, diz Rafa. O jovem compositor diz que, ao ouvir os depoimentos de outras pessoas que vivem com HIV, os sentimentos relatados eram muito próximos dos seus, daí a necessidade de falar sobre as questões que atingem os soropositivos, assim como a dificuldade de dividi-las com outras pessoas.
Mesmo optando por essa abordagem, a diretora musical reforça que a peça não tem nenhuma pretensão didática ou panfletária. “A arte não dá respostas; ensina a fazer perguntas melhores, o que guia essa peça não são certezas, mas as dúvidas e questionamentos”, fala Fernanda. Sobre a escolha do gênero musical para falar sobre o assunto, Rafa Miranda complementa: “Há algo de poderoso na junção de música e texto que, só o texto ou só musica talvez não dessem conta de exprimir sozinhos”.
Ficha Técnica:
Texto/letras e direção musical: Fernanda Maia. Música: Rafa Miranda. Direção: Zé Henrique de Paula. Colaboradores: Herbert Bianchi e Zé Henrique de Paula. Elenco (que interpretam doze personagens)Anna Toledo, Bruna Guerin, Davi Tápias, Fábio Augusto Barreto, Fabio Redkowicz, Gabriel Malo e Zé Henrique de Paula. Músicos: Fernanda Maia (piano), Abner Paul (bateria), Benjamin Bernardes (violino), Branco Bernardes (viola), Clara Bastos (contrabaixo elétrico) e Felipe Parisi  (violoncelo).
Serviço:
Lembro Todo Dia de VocêEstreia dia 18 de maio, quinta-feira, às 20h, no CCBB São Paulo Temporada: Sextas, sábados e segundas, às 20h, e domingos, às 19h. Até 26 de junho. Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Capacidade: 140 lugares.  Classificação Indicativa: 16 anos. Duração: 100 minutos.

*O espetáculo fará sessão gratuita no dia 20 de maio, sábado, às 20h, como parte da programação da Virada Cultural de São Paulo. Retirada de senha a partir de 1h antes do espetáculo.

As informações foram retiradas do release de divulgação de imprensa.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Cícero Dias - Um Percurso Poético.

Cícero Dias - Um Percurso Poético.
A exposição apresenta 125 obras de um dos mais importantes artistas brasileiros.
A mostra traça um panorama da produção do Cícero Dias e divide suas obras em três etapas: Brasil, Europa e Monsieur Dias - Uma vida em Paris.
A exposição apresenta também, cartas, textos e fotos de Manoel Bandeira, José Lins do Rego, Gilberto Freyre, entre outros.

Cícero Dias é um importante artista pernambucano, que viveu em Paris e que teve uma longa e produtiva carreira. Sendo livre, ousado e fazendo o que lhe dava vontade, sem medo das críticas.
Cícero Dias integrou como nenhum outro artista brasileiro, a vanguarda artística europeia.

Cícero Dias foi o responsável por levar a poesia “Liberté” de Éluard para fora da França ocupada pelos nazistas. Impressa pelos Aliados, a poesia foi jogada de avião sobre Paris, para dar ânimo à Resistência. Por essa ação, Cícero foi condecorado no final da Guerra. 
Segue um trecho:
...Na ausência sem mais desejos
Na solidão despojada
E nas escadas da morte
Escrevo teu nome

Na saúde recobrada
No perigo dissipado
Na esperança sem memórias
Escrevo teu nome

E ao poder de uma palavra
Recomeço minha vida
Nasci pra te conhecer
E te chamar

Liberdade

CCBBSP (Centro Cultural Banco do Brasil).
Até 03/07/2017.
Entrada Grátis.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

ÍNDIA: Centro Cultural Banco do Brasil - São Paulo.

Hoje foi a primeira vez que entramos no Centro Cultural Banco do Brasil, e só posso dizer que vale muito a pena ir conhecer. O CCBB é super organizado e muito lindo. Até 29 de abril estará a exposição sobre a Índia. 
(Tiramos algumas fotos nas áreas externas, nas salas era proibido).
 Estátua de Ganesha.
 Traje típico da Índia.
Tuc-Tuc, carrinho usado como transporte na India.
Figuras em terracota.
 Tolu Bommalatta - teatro de sombras da Índia.
 Santuário Portátil Kavad.
  Estátua de Ganesha sobre a flor de lótus.